SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Caetano e Gil afirmam que artistas vão derrubar o Golpe da plateia

O cantor Caetano Veloso fez uma manifestação contrária ao processo que pode resultar no impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), durante show neste sábado em Salvador. Após cantar a música "Odeio", parte do público presente ao Farol da Barra, onde Caetano se apresentava ao lado de Gilberto Gil, puxou o grito "não vai ter golpe", que vem sendo usado pelos manifestantes favoráveis à presidente Dilma. Antes de começar a música seguinte, Caetano sorriu e respondeu positivamente aos coros de "não vai ter golpe" da plateia: "Não vai", disse o cantor após o final da música. Caetano já havia se manifestado sobre o tema no programa "Altas Horas", da TV Globo, quando comparou as manifestações a favor do impeachment a atos de apoio ao golpe de 1964, que deram origem à ditadura militar. "A manifestação, para mim, não foi suficientemente diferente da passeata da Família com Deus [pela Liberdade], que apoiou o golpe de 64", declarou o cantor baiano no programa. Ainda durante a canção "Odeio", houve também manifestações do público direcionadas ao presidente da Câmara de Deputados, Eduardo Cunha (PMDB). Após cada vez que Caetano cantava refrão da canção, com a frase "Odeio Você", o público respondia "Cunha!". Esta demonstração de hostilidade a Eduardo Cunha já havia sido registrada durante shows da turnê "Dois Amigos, Um Século De Musica", no ano passado, no Rio de Janeiro e Belo Horizonte. O show de Caetano e Gil, com um público estimado em 150 mil pessoas pelos organizadores, fez parte da programação de aniversário de 467 anos da capital baiana organizada pela prefeitura local, administrada por ACM Neto, integrante do Democratas, partido que é favorável ao impeachment da presidente. Após a passagem em Salvador, a dupla parte para apresentações da turnê "Dois Amigos, Um Século De Musica" no exterior, quando passará pelo Chile, Peru, Estados Unidos e Europa.
fonte:http://empregosaqui.club/
Postar um comentário

Comentarios