SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

terça-feira, 17 de maio de 2016

Fernanda Montenegro elucida a questão: ‘nós ficamos dependentes do dinheiro público’ (veja o vídeo)

A discussão em torno da extinção do Ministério da Cultura, transferindo as atribuições para o Ministério da Educação, que tem provocado inúmeras críticas, principalmente do meio artístico, recebeu uma explicação extremamente plausível da mais premiada atriz brasileira de todos os tempos, considerada tanto pelo público quanto pela crítica, como a dama do palco da dramaturgia brasileira.
Com muito sentimento e emoção, Fernanda Montenegro diz que os artistas ficaram dependentes do dinheiro público.
Ela explica que outrora para montar os espetáculos ‘os artistas iam aos bancos, se endividavam e o público vinha. Depois, isso foi diminuindo, os governos foram tomando conta, o poder econômico em cima do teatro, das artes cênicas e nós fomos ficando dependentes, porque era dinheiro público e o ingresso tinha que ser aviltado, mais barato’.
Ela conclui dizendo que ‘hoje em dia o pipoqueiro e o guardador de carros ganham mais do que o ator que está em cena’.
Veja o vídeo:
da Redação

FONTE:www.jornaldacidadeonline.com.b
Postar um comentário

Comentarios