SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

domingo, 8 de maio de 2016

“Prisioneiras nunca mais” explora o drama do tráfico humano

1,2 milhões de crianças são traficadas anualmente

A informação é preocupante, mas pouco se fala no assunto. O tráfico humano é o crime que mais cresce no mundo. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), cerca de 27 milhões de pessoas vivem em algum tipo de escravidão hoje.
Além disso, 1,2 milhões de crianças são traficadas por ano. Segundo especialistas, muitas vezes os próprios pais estão envolvidos nesse crime. É justamente esse o ponto de partida de “Prisioneiras Nunca Mais” [Caged No More], filme que chega ao Brasil em junho, num lançamento da Graça Filmes.
Baseado em fatos reais, o longa mistura ação e suspense. Conta a história de Aggie Prejean (Loretta Devine), uma avó que está numa busca desesperada para encontrar suas duas netas, Skye (Cassidy Gifford) e Elle (Abigail Duhon). As meninas foram raptadas pelo pai, um homem sinistro. Ele as levou para a Grécia onde serão vendidas como escravas sexuais. Assim, ele poderia pagar uma dívida de drogas.
A senhora Aggie é evangélica e pede ajuda a Deus o tempo todo. Além disso, recorre ao tio das meninas, um homem muito respeitado, e seu filho Wil (Alan Powell), que é ex-membro das Forças Especiais do exército. Inicia-se assim uma caçada mundial para levar as meninas de volta para casa com segurança.
Tanto o pai quanto o tio são interpretados pelo ator Kevin Sorbo, que ficou famoso na década de 1990 por causa do seriado Hércules. Evangélico, nos últimos anos passou a fazer vários filmes cristãos, com destaque para “Deus não está morto”.
O objetivo declarado de “Prisioneiras Nunca Mais” é envolver e educar o público sobre a realidade do tráfico de seres humanos. A produção mostra uma faceta sombria do mundo em que vivemos e como os cristãos precisam estar alertas e se posicionarem diante do aumento da injustiça.
Assista ao trailer:
FONTE:GOSPEL PRIME

Postar um comentário

Comentarios