SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Como sobreviver a um ataque cardíaco mesmo estando sozinho

Digamos (apenas por hipótese) que são 18:00 hs. e você está regressando para sua casa, depois de um dia de trabalho especialmente difícil  estressante. Você está realmente cansado e frustrado…
Repentinamente experimentas uma forte dor no peito, que se difunde até ao o braço e, até mais acima, à mandíbula.
Está a 8 km do hospital mais próximo. Desafortunadamente, não sabe se conseguirá fazer essa distância e chegar lá.

O QUE DEVO FAZER?

Mesmo que tenha sido treinado em RCP (ressuscitação cardio pulmonar), provavelmente o instrutor do curso não te disse como aplicá-la em si mesmo.
Como poderá sobreviver a um ataque do coração, quando estiver só?
Muitas pessoas encontram-se sozinhas, quando sofrem um ataque de coração. Sem ajuda, uma pessoa na qual o coração bata incorretamente e que comece a sentir-se desmaiar, só tem 10 segundos, antes de perder a consciência.

Veja como proceder:


1- Não entres em pânico, comece a tossir repetida e vigorosamente.

2- Deves respirar, profundamente, antes de cada tosse. A tosse deve ser profunda e prolongada, como quando se produz um forte ataque de tosse, proveniente do diafragma. Cada inalação e cada tosse devem ser repetidas de dois em dois segundos, aproximadamente, e sem parar, até que se consiga uma ajuda, ou até que o coração esteja, de novo, a bater normalmente.

3- As inspirações profundas levam oxigênio aos pulmões e os movimentos de contração da tosse comprimem o coração e mantém o sangue a circular. A pressão sobre o coração também ajuda a recuperar o ritmo cardíaco normal. Desta maneira, as vítimas de um ataque de coração podem chegar ao hospital e sobreviver.

Compartilhe esta informação com tantas pessoas quantas te seja possível comunicar. 
Isto poderá salvar as suas vidas!!!

E se a sua idade for inferior a 25 ou 30 anos, não penses que essa pessoa não é propensa a um ataque de coração. Hoje em dia, devido a mudança do nosso estilo de vida, os ataques do coração atingem pessoas de todas as idades.
Fonte: SBHCI (Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista)
Postar um comentário

Comentarios