SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Diego Hypolito fala de veto a programa do Faustão, mas deleta post das redes sociais



mpedido de participar do programa “Domingão do Faustão”, neste domingo, o ginasta Diego Hypolito usou as redes sociais para explicar a situação. O atleta de 30 anos rebateu as acusações do apresentador Fausto Silva de que a culpa por ele não ter entrado no palco foi do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman. Ele estava escalado para participar do quadro “Ding Dong” ao lado da irmã, Daniele.
O carioca disse que seu foco sempre foi a disputa da Rio-2016, que será realizada em agosto. Horas depois do pronunciamento, o ginasta deletou o post da web. Mas os seguidores publicaram uma reprodução do que foi dito por Hypolito.
“Pessoal, sobre a minha não participação no programa do Faustão, que estava agendada para hoje, gostaria de deixar claro uma coisa: meu foco hoje é o meu treinamento, meu objetivo é representar bem o meu país, que eu tanto amo. Admiro muito o programa do Fausto, que sempre me tratou com o maior carinho, mas preciso esclarecer que o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, nada tem a ver com essa minha não participação no programa. Escrevo isso da minha conta pessoal do Instagram, para afirmar que sempre tive e tenho uma excelente relação com o COB, que vem me dando, junto com a CBG, as melhores condições de treinamento", escreveu o ginasta.
Faustão explicou a ausência de Diego Hypolito no programa
Faustão explicou a ausência de Diego Hypolito no programa Foto: Carol Caminha/Gshow
Na hora que foi chamado ao palco, Hypolito não apareceu. Daniele, então, explicou que ele não foi "por causa de compromissos com a seleção”. Mas Faustão rebateu a jovem e comentou o caso do técnico Fernando de Carvalho Lopes, treinador do atleta e afastado da seleção brasileira de ginástica na sexta-feira, após acusações de abuso sexual.
“Na verdade, o Diego não deve ter vindo por que teve problema com o treinador dele, o Fernando Carvalho, acusado de abuso sexual. Mas a gente esperava ele aqui”, afirmou Faustão. "O Diego estava aqui. Pouco antes de entrar no palco, ele recebeu telefonema de alguém do Comitê Olímpico dizendo que não era para entrar, que ele seria expulso das Olimpíadas. Jaime Praça (diretor do programa), manda ligar para o Arthur Nuzman, que é presidente do COI (na verdade, ele é presidente do COB) para dar resposta à sociedade brasileira porque este tipo de censura e punição a um atleta do nível do Diego que vem para um programa de televisão para uma competição musical e acaba ameaçado. A sociedade brasileira espera uma posição de Carlos Arthuz Nuzman, que não deve aparecer", afirmou Faustão.
A assessoria de imprensa do COB emitiu uma nota em que garante que a decisão partiu de Marcos Goto, atual treinador de Diego Hypolito:
"Foi uma decisão do técnico do atleta na seleção brasileira da Confederação Brasileira de Ginástica, Marcos Goto, com a intenção de evitar tirá-lo do foco às vésperas dos Jogos Olímpicos. Vale ressaltar que o atleta não pediu autorização ao seu treinador para participar do programa. Por fim, esclarecemos que o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, foi ofendido injustamente, sem que tivesse qualquer participação no fato, uma vez que em nenhum momento foi consultado ou participou dessa decisão".


Faustão explicou a ausência de Diego Hypolito no programa
Na hora que foi chamado ao palco, Hypolito não apareceu. Daniele, então, explicou que ele não foi "por causa de compromissos com a seleção”. Mas Faustão rebateu a jovem e comentou o caso do técnico Fernando de Carvalho Lopes, treinador do atleta e afastado da seleção brasileira de ginástica na sexta-feira, após acusações de abuso sexual.
“Na verdade, o Diego não deve ter vindo por que teve problema com o treinador dele, o Fernando Carvalho, acusado de abuso sexual. Mas a gente esperava ele aqui”, afirmou Faustão. "O Diego estava aqui. Pouco antes de entrar no palco, ele recebeu telefonema de alguém do Comitê Olímpico dizendo que não era para entrar, que ele seria expulso das Olimpíadas. Jaime Praça (diretor do programa), manda ligar para o Arthur Nuzman, que é presidente do COI (na verdade, ele é presidente do COB) para dar resposta à sociedade brasileira porque este tipo de censura e punição a um atleta do nível do Diego que vem para um programa de televisão para uma competição musical e acaba ameaçado. A sociedade brasileira espera uma posição de Carlos Arthuz Nuzman, que não deve aparecer", afirmou Faustão.
A assessoria de imprensa do COB emitiu uma nota em que garante que a decisão partiu de Marcos Goto, atual treinador de Diego Hypolito:
"Foi uma decisão do técnico do atleta na seleção brasileira da Confederação Brasileira de Ginástica, Marcos Goto, com a intenção de evitar tirá-lo do foco às vésperas dos Jogos Olímpicos. Vale ressaltar que o atleta não pediu autorização ao seu treinador para participar do programa. Por fim, esclarecemos que o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, foi ofendido injustamente, sem que tivesse qualquer participação no fato, uma vez que em nenhum momento foi consultado ou participou dessa decisão".


Fonte: http://extra.globo.com/
Postar um comentário

Comentarios