bate papo FMESPERANÇANOSSA

SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Temer vai abrir a tenebrosa caixa preta da Itaipu. Requião negocia a cabeça de Dilma para manter seus cargos na hidrelétrica

ItaipuAerea2AAL
requiao-dilma
Uma das mais tenebrosas caixas pretas do PT vai ser aberta por Michel Temer. Trata-se da Itaipu Binacional, hidrelétrica que o Brasil tem junto com o Paraguai, onde os salários são cotados em dólar e se mexe com centenas de milhões de dólares. Essa dinheirama circula com escassa fiscalização porque, dado o caráter binacional do empreendimento, ela não precisa prestar contas a Tribunais de Contas e outras instituições fiscalizadoras. É quase um estado dentro do Estado.
Foi pela Itaipu que passou, por exemplo, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), hoje atolada até o último fio de cabelo no escândalo do Petrolão. Gleisi foi diretora financeira da Itaipu. Até sua saída da empresa foi envolvida em um escândalo. Gleisi saiu da hidrelétrica para disputar uma vaga no Senado, apesar de ter pedido a conta, ganhou todas as verbas rescisórias como se houvesse sido demitida. Essa questão é um troco pra bala comparado com o que se espera encontrar em uma auditoria que Temer pretende fazer na empresa.
A Itaipu também concentra alguns dos mais cobiçados empregos da República. O senador Roberto Requião (PMDB-PR), por exemplo, que lutou como um insano para manter Dilma na Presidência, empregou o irmão, Maurício em um cargo no Conselho da empresa. Para comparecer a uma estafante reunião por mês o irmão do senador embolsa R$ 30 mil mensais. Todas as despesas de deslocamento e hospedagem correm por conta da Itaipu. Requião também emplacou numa diretoria da empresa um assessor do tempo em que era governador do Paraná. Requião, segundo o blog O Antagonista, “tenta negociar com Michel Temer votar pelo afastamento definitivo de Dilma Rousseff e, em troca, manter suas indicações por lá”.
Não procede, segundo também o blog O Antagonista, a informação de que o empresário Rodrigo Rocha Loures, pai do assessor especial de Michel Temer, assumiria o comando de Itaipu.
Ele não vai e, até agora, o governo Temer não cogitou qualquer nome para substituir o petista Jorge Samek, amigo de Lula que está no cargo há 13 anos.
Certo é que Samek não vai permanecer no cargo. E Temer quer abrir as contas de Itaipu – uma reivindicação antiga -, expondo o esqueleto deixado pelo PT.
Itaipu precisa vir a ter suas contas auditadas pelo TCU como qualquer outra estatal.
FONTE:cesarweis.com/
Postar um comentário

Comentarios