SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Vídeo – Magno Malta pede meio minuto de silêncio pelo sepultamento do PT"Vocês cresceram, viraram professores de corrupção e passaram Maluf muitas vezes"



Em mais um show de pronunciamento durante a discussão do relatório pró-impeachment de Dilma Rousseff no plenário do Senado na noite desta terça-feira (9), Magno Malta (PR-ES) pediu que a TV Senado filmasse Ricardo Lewandowski com o objetivo de mostrar que a presença do presidente do STF no comando da sessão comprova o exercício pleno da democracia brasileira ao contrário do que dizem os dilmistas com suas acusações de “golpe”.
O senador também ironizou a “paixão enrustida” do PT por Eduardo Cunha, a falta de mea culpa de Dilma Rousseff e as alegações hipócritas da Bancada da Chupeta sobre a citação de Michel Temer pelo mesmo Marcelo Odebrecht que “deu dinheiro para Dilma” e “irrigou o Instituto Lula”.
Malta afirmou ainda que o PT é como árvore de tamargueira: casca e podridão por dentro; e que os petistas viraram professores de corrupção, ultrapassando de longe Paulo Maluf – político que agora assistirá também ao sepultamento do PT, pelo qual o senador pediu 30 segundos de silêncio ao fim do discurso, arrancando risos, como de costume.
O PT, de fato, não merece um minuto completo.
Assista.
PS: Incurável, Bancada da Chupeta tentou adiar votação do relatório para quarta-feira, mas senadores que evitaram discursar para dar celeridade ao processo alegaram que não havia razão para isso nem consenso entre os líderes dos partidos sobre a necessidade de adiamento, de modo que Lewandowski decidiu pela continuidade da sessão pela madrugada adentro. Chora, PT.
fonte:http://veja.abril.com.br

Postar um comentário

Comentarios