SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Evento católico arrecada 28 mil fraldas para bebês com microcefalia Ação solidária foi organizada pela Arquidiocese de Olinda e Recife. No evento, também foram doados cerca de 250 Kg de leite em pó.

Mais de 28 mil fraldas foram arrecadadas para bebês com microcefalia em Pernambuco (Foto: União das Mães de Anjos/divulgação)
Mais de 28 mil fraldas foram arrecadadas para bebês com microcefalia em Pernambuco (Foto: União das Mães de Anjos/divulgação)
   
10ª Caminhada Arquidiocesana ‘Diga Sim À Vida’, que reuniu, no domingo (16), católicos na orla de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, em uma ação solidária em favor dos bebês com microcefalia de Pernambuco, resultou literalmente em um caminhão de doações. De acordo com a União de Mães de Anjos (UMA), entidade que luta pela melhoria de tratamento das crianças com a malformação, foram arrecadadas mais de 28 mil unidades de fraldas e 248 Kg de leite em pó.A presidente da UMA, Germana Soares, conta que o total de doações superou as expectativas. “Nós nos sentimos abraçadas, acolhidas. Todas as paróquias, com a Arquidiocese [de Olinda e Recife], se compadeceram da nossa situação e nos ajudou trazendo fralda, trazendo amor”, refletiu Germana. Os donativos serão distribuídos para famílias de 319 bebês com microcefalia no estado.
O arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, presidiu a abertura do evento, que contou com a participação dos dez bispos de Pernambuco. Um caminhão foi posicionado na avenida para receber os donativos. Quatro trios elétricos animaram o público.
Estatísticas
Um ano após o início das investigações dos casos de microcefalia no Brasil, o país tem 2.033 casos confirmados da malformação. As informações são do Ministério da Saúde e se referem aos dados contabilizados até dia 8 de outubro deste ano.
Neste mesmo período, 486 mortes são suspeitas e podem ter ligação com a infecção por zika e a microcefalia. Dentre esses registros, 170 óbitos tiveram confirmação de que foram causados pela malformação e/ou alteração do sistema nervoso central. Outros 96 foram descartados.
Além dos casos comprovados de microcefalia, 3.055 casos ainda são investigados pelos estados e pelo Ministério. Desde o início dos registros, 9.814 casos foram notificados - destes, 4.726 foram descartados. Apenas 381 pacientes com confirmação de microcefalia tiveram a comprovação por critério laboratorial específico para a existência do vírus da zika.
Estes mais de 2 mil casos confirmados pelo Governo Federal ocorreram em 688 municípios, localizados em todos os estados e no Distrito Federal. O estado de Pernambuco ainda é o mais afetado, com 389 registros confirmados, seguido pela Bahia e Paraíba, com 319 e 181 casos, respectivamente.
fonte:http://g1.globo.com/
Postar um comentário

Comentarios