SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

CLARISSA GAROTINHO CHORA NA CÂMARA AO DISCURSAR SOBRE A PRISÃO DO PAI

Lula Marques/Agência PT
A deputada federal Clarissa Garotinho usou o tempo que lhe coube na tribuna da Câmara nesta terça (22) para denunciar supostas “arbitrariedades”, “ilegalidades” “crueldades” e “desumanidades” cometidas pelas autoridades durante a prisão do seu pai, o ex-governador Anthony Garotinho; a parlamentar se posicionou favorável ao projeto que prevê punição a abuso de autoridade por juízes e procuradores; para ela, o ex-governador foi vítima deste tipo de abuso
247 - A deputada federal Clarissa Garotinho usou o tempo que lhe coube na tribuna da Câmara nesta terça-feira (22) para denunciar supostas “arbitrariedades”, “ilegalidades” “crueldades” e “desumanidades” cometidas pelas autoridades durante a prisão do seu pai, o ex-governador Anthony Garotinho. Ela chorou durante o discurso.
A parlamentar se posicionou favorável ao projeto que prevê punição a abuso de autoridade por juízes e procuradores. Para ela, o ex-governador, preso sob a acusação de usar um programa social em Campos dos Goytacazes (RJ) para comprar votos na eleição municipal deste ano, foi vítima deste tipo de abuso. “Não se vê nada tão brutal como o que fizeram com ele nem em ambiente de guerra. A Convenção de Genebra proíbe terminantemente que um exército inimigo, em ambiente de guerra, entre num hospital para interferir”, disse. “Nós não podemos permitir a continuidade desse abuso de autoridade que está acontecendo no Brasil! O meu pai, ex-Governador Anthony Garotinho, talvez seja o caso mais emblemático de abuso de autoridade nos últimos tempos aqui no Brasil”, afirmou.
A voz de Clarissa Garotinho ficou embargada e ela chorou quando o deputado Carlos Manato (SD-ES), que comandava a sessão, disse que tem “um carinho e um respeito muito grande pela família de Vossa Excelência” e perguntou se Garotinho está bem. “Está em casa”, respondeu a emocionada deputada, que continuou: “Graças a Deus, ele já teve alta! Muito obrigada, Sr. Presidente”.
fonte:https://www.brasil247.com
Postar um comentário

Comentarios