SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Letícia Sabatella aparece em uma invasão de escola no Paraná para “dar uma força” os invasores

leticia-sabatellaPetista fanática, defensora doente de Dilma e Lula, beneficiária da Leei Rouanet, a atriz Letícia Sabatella encontrou mais uma causa errada para apoiar. No último sábado esteve em uma escola invadida em São José dos Pinhais onde, para demonstrar seu apoio aos invasores, deu uma “aula” sobre a Ilíada, obra de Homero que narra a Guerra de Tróia. Aquela, que tinha o cavalo de Tróia, uma figura que, muita gente, vê como uma metáfora perfeita do PT com relação a democracia.
A atriz, que tem casa em Curitiba e costuma visitar a cidade, recitou um canto de “Ilíada”, de Homero. Ela conheceu a escola estadual Padre Arnaldo Jansen, que considerou “simbólica” por ser a primeira a ser invadida e ficar sem aulas.
As invasões, que vem produzindo orgias sexuais, e grande consumo de drogas, que já resultou na morte de um aluno, esfaqueado por um colega em Santa Felicidade, são um exemplo de cidadania para Sabatella. “Não é possível que estejam sendo tratados com tanta violência e ignorância. É impossível não dar ouvido para o futuro”, diz a atriz, que afirma que os alunos estão estudando a Constituição e as leis: “reprimir, criminalizar uma coisa que é legitima, vai ser caro para a história de quem está fazendo isso”.
A visita já vinha sendo organizada durante a semana. De acordo com Sabatella, faltava apenas uma “brecha” na agenda. A atriz não descarta ampliar esse recital para as demais invasões.
O Colégio Estadual Padre Arnaldo Jansen, em São José dos Pinhais, foi o primeiro a ser ocupado por estudantes contrários à Medida Provisória que reformula o Ensino Médio. Os protestos ganharam corpo primeiro nessa cidade, onde 23 escolas ainda estão invadidas, segundo a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes). Os dados são da sexta-feira (28) e mostram ainda 1.197 ocupações em todo o país.
fonte http://cesarweis.com/
Postar um comentário

Comentarios