SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

DICAS PARA CICLISTAS INICIANTES MOVIMENTO CONVIVA

   Dicas para ciclistas iniciantes
Como pedalar em segurança nas ruas? Um ciclista iniciante, muitas vezes, não conhece os pontos principais da Lei e, por isso, também desconhece seus deveres e direitos.
Queremos que você ocupe a sua cidade de maneira segura para si próprio, outros ciclistas, pedestres e carros. Já começamos, então, puxando a orelha de quem faz errado. O Código de Trânsito Brasileiro tem algumas regras valiosas para os motoristas que também valem para os ciclistas.
O ideal, ao pedalar, é ficar à direita – e, em caso de trânsito intenso, pode sim ultrapassar (Art. 211). Jamais pedale sobre a faixa de pedestres; não vá na contramão das ruas – o Art. 58 define que a bike deve ir no mesmo sentido dos carros. “Muitos acham que duas coisas são melhores: pedalar na contramão e ficar muito próximo à guia. Na contramão, você vai no contrafluxo de trânsito, e o motorista não espera um objeto na contramão”, explica JP, idealizador do Bike Anjo.
JP, criador do Bike Anjo, Andrea e Renata Falzoni. Os Bike Anjos auxiliam e dão dicas para quem quer começar a pedalar na cidade. Foto: Andrea Onishi
E vale insistir na lembrança sobre o posicionamento na faixa: “Pedimos para cobrir metade da faixa para o motorista não pressionar ultrapassagem”, diz.
Vale lembrar também pequenos detalhes essenciais aos iniciantes. “O caminho do ciclista não é igual ao do carro ou ônibus, na maioria dos casos. Aí quem está começando nos pergunta como descer a Av. Rebouças, e explicamos que há caminhos alternativos, muito mais agradáveis e com tráfego de carro menos intenso”, explica JP.
Outro ponto ressaltado pelo experiente ciclista é a comunicação e visibilidade no trânsito. “É você insinuar o que vai fazer no trânsito. Eu, por exemplo, tenho menos problemas com motoristas e mais com buracos. Se tenho que desviar, preciso sinalizar com as mãos que estou desviando para direita ou esquerda. Isso é muito importante para o ciclista não correr nenhum risco”, alerta JP.
E você, que pensa ou está começando a pedalar nas cidades, saiba que é mesmo traumático começar a ser ciclista sozinho. “Não temos cultura de pedalar sozinhos. A melhor coisa é não começar diretamente na rua. Pedale na CicloFaixa ou participe de grupos de pedal, como a Bicicletada”, sugere JP. “É um ótimo exercício, você conhece pessoas e torna o começo muito mais agradável do que ir direto para a rua no trânsito”. Além disso, para quem é da cidade de São Paulo, nós indicamos a Oficina Aprendendo a Pedalar, que é um projeto realizado pelo próprio Bike Anjo e pode ajudar muito quem quer começar e ainda não sabe andar de bike.
Oficina Aprendendo a Pedalar, para aqueles que ainda não sabem ou são inseguros na hora de pedalar. Foto: divulgação/Bike Anjo
Bicicletada em Florianópolis reunindo vários ciclistas, experientes e iniciantes. Foto: Fora do Eixo/Flickr
E então, animado a pedalar?
Postar um comentário

Comentarios