SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Lula, Pimentel e a venda da Cedae: as manchetes de 21/02/2017 Os casos em análise no STF e a sabatina de Alexandre de Moraes estão entre os destaques desta terça-feira nos principais jornais do país

1487672511225089
O STF vai analisar a denúncia da Polícia Federal de que os ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva, além do ex-ministro Aloizio Mercadante, atuaram para obstruir trabalhos da Operação Lava Jato.  Logo depois do Carnaval o Supremo vai retomar também o julgamento que pode levar o afastamento do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel. Nesta segunda-feira, a Assembleia Legislativa aprovou a possibilidade de privatização da Companhia Estadual de Água e Esgoto.
Veja os destaques dos jornais brasileiros nesta terça-feira:
Folha de S.Paulo (SP)
Governo Alckmin decide afastar diretor do Instituto ButantanO médico Jorge Kalil será afastado da direção do Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo, nesta terça-feira. O anúncio deve ser feito pelo secretário de Saúde da gestão Geraldo Alckmin (PSDB), David Uip. Ele deverá ser deslocado para para outro cargo, no qual continuará trabalhando para o desenvolvimento de vacinas. O afastamento acontece depois da reportagem que mostrou que após nove anos e 239,4 milhões em verbas públicas depois, nenhuma única gota de plasma foi processada na primeira fábrica de derivados de sangue do país, que começou a ser construída em 2008.
Folha de S.Paulo (SP)PF diz que Lula, Dilma e Mercadante tentaram obstruir Lava JatoA Polícia Federal concluiu que os ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva, além do ex-ministro Aloizio Mercadante, atuaram para obstruir trabalhos da Operação Lava Jato. Aos três a PF atribuiu o crime de obstrução de Justiça. A polícia ainda imputa a Mercadante o crime de tráfico de influência. O material agora está nas mãos do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato na corte.
O Globo (RJ)Rio de Janeiro autoriza venda de estatal para pagar salário atrasado Os estados que quiserem aderir ao novo Regime de Recuperação Fiscal terão que cumprir uma série de contrapartidas, incluindo autorizar a privatização de empresas dos setores financeiro, de energia e saneamento. O primeiro estado a ingressar no novo regime deve ser o Rio, que está em pior situação fiscal e já começou a adotar algumas das contrapartidas. Nesta segunda-feira, a Assembleia Legislativa deu o sinal verde para a privatização da Companhia Estadual de Água e Esgoto.
Valor Econômico (SP)Vale busca ‘concluir’ privatizaçãoDepois de quase três anos de negociações, os acionistas controladores da Vale – fundos de pensão ligados a estatais, Bradesco, Mitsui e BNDESPar – anunciaram a reestruturação societária da mineradora. O processo, que vai se estender até 2020, busca transformar a Vale em uma empresa de controle acionário difuso, sem acordo de acionistas e listada no Novo Mercado da BM&F Bovespa.

Zero Hora (RS)
Como ocorreram os 40 assassinatos no RS no fim de semana mais violento desde 2014O volume de mortes violentas no Rio Grande do Sul neste final de semana surpreendeu: 40 pessoas foram assassinadas desde a tarde da última sexta-feira. O número é o maior desde dezembro de 2014. Em pelo menos 17 casos, segundo a polícia, há relação com tráfico de drogas ou acerto de contas entre criminosos.
O Estado de Minas (MG)STF retoma julgamento que ameaça PimentelA presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, pautou para o dia 2 de março a retomada do julgamento que pode levar ao afastamento do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT).
A ação ajuizada pelo DEM discute a necessidade de autorização da Assembleia Legislativa de Minas Gerais para o recebimento de denúncia contra o governador do Estado pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), e seu consequente afastamento.
O Estado de S.Paulo (SP)
Governo quer rapidez na sabatina de Moraes

A sabatina do ministro licenciado da Justiça, Alexandre de Moraes, para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal  está agendada para as 10h desta terça-feira  na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. O objetivo da base do governo é correr com o processo para que a indicação do ministro possa ser votada no plenário no mesmo dia. Já a oposição vai trabalhar para atrasar a sessão. 
FONTE:http://veja.abril.com.br
Postar um comentário

Comentarios