SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

segunda-feira, 27 de março de 2017

‘Eu não tenho mais medo’, diz Regina Duarte em ato na Paulista Em discurso na manifestação, atriz relembrou a frase da campanha contra Lula. 'Em 2002, eu estava sozinha. Mas agora acabou o medo'

 Regina Duarte discursa em carro do Vem pra Rua durante protesto na Paulista


Regina Duarte discursa em carro do Vem pra Rua durante protesto na Paulista (Ronaldo Silva/Folhapress)

Penúltima convidada a discursar no carro de som do Vem pra Rua, a atriz Regina Duarte afirmou aos manifestantes neste domingo na Av. Paulista, em São Paulo, que eles eram a razão de ela “não ter mais medo”.

A declaração foi uma referência à célebre frase que ela pronunciou em uma peça da campanha eleitoral do tucano José Serra, em 2002. Na ocasião, ela disse ter medo de que o “outro candidato” – no caso, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), vencesse as eleições. Segundo ela, havia o risco de o país “perder toda a estabilidade que foi conquistada” e da “volta da inflação desenfreada”. Naquele ano, Lula conquistou o seu primeiro mandato como presidente após perder três pleitos seguidos.

“É por causa de vocês que eu não tenho mais medo. Em 2002, eu estava sozinha. Mas agora acabou o medo”, exclamou ela, em meio aos aplausos do público.
Em seguida, o líder do Vem pra Rua, Rogério Chequer, pediu para os manifestantes fazerem barulho pelas principais pautas do ato –  o fim do foro privilegiado e a rejeição à anistia ao caixa dois e ao voto em lista fechada. Depois, como já é de praxe, a manifestação foi encerrada com o Hino Nacional e aplausos à Polícia Militar.
fonte:veja.abril.com.b
Postar um comentário

Comentarios