SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

sábado, 29 de abril de 2017

Doria diz que manifestantes que foram às ruas receberam 100 reais O tucano também apoiou o fim do imposto sindical, proposto na reforma trabalhista


O prefeito de São Paulo, João Doria, afirmou em entrevista à Rádio Eldorado nesta sexta-feira, dia de greve geral, que os manifestantes que foram às ruas receberam 100 reais dos sindicatos que convocaram as pessoas para a greve. Doria também defendeu o fim do imposto sindical, proposta pela reforma trabalhista.
“Os que pegaram bandeiras, os que gritaram, receberam 100 reais para fazer isso, um sanduíche e uma lata de refrigerante, além de um transporte parcial para chegar a um ponto da cidade, para gritar nem sabem por quê e nem do quê com o dinheiro da contribuição sindical”, disse o prefeito.
Para o prefeito, a greve geral não teve sucesso em São Paulo e no país. Ele afirmou que a convocação fez com que mais pessoas se manifestassem contra a paralisação. “O tiro saiu pela culatra. Eles não conseguiram parar São Paulo e não vão parar”, disse.
O prefeito criticou novamente os manifestantes que tentaram interromper a chegada dele ao trabalho pela manhã. “Enquanto essa turma ronca na cama, eu já estou trabalhando e produzindo faz tempo”, disse.
fonte:http://veja.abril.com.br/
Postar um comentário

Comentarios