SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

domingo, 9 de abril de 2017

Fabiana Escobar, a verdadeira Bibi: ‘Entrei nessa vida por amor’ Celebridade na Rocinha pelas façanhas de quando atuava no tráfico de drogas, ela, hoje regenerada, inspirou a personagem de Juliana Paes na novela das 9

Logo no primeiro capítulo de A Força do Querer, a novela global das 9 que estreou na semana passada, Bibi, a personagem de Juliana Paes, deixa claro: é daquelas mulheres que amam demais — e, de tanto amar, erram muito. Exatamente o traço que Fabiana Escobar, a verdadeira Bibi, destaca em sua forte e expansiva personalidade. Sim, Bibi existe, tem 36 anos, mora na favela carioca da Rocinha, a segunda maior da América Latina, e já teve participação ativa no tráfico de drogas — no entanto, nunca foi presa. É pelo caminho do tráfico que a Bibi de Juliana Paes vai enveredar, a partir do capítulo 25. Sempre em nome, é claro, da paixão e da família. Em entrevista a VEJA desta semana, Fabiana diz que entrou nessa vida “por amor” e que não voltaria a se envolver com “vagabundo”. Durante boa parte dos catorze anos em que foi casada com Saulo de Sá Silva, o Pinga, um dos chefões do tráfico local, sua principal ocupação era cumprir à risca as ordens que ele lhe dava de dentro da cadeia e, assim, tocar o negócio. Em uma ocasião, dirigiu do bairro do Rio Comprido, na Zona Central do Rio, até a Rocinha com o carro arriado por um grande carregamento de munição e um disfarce infalível: os dois filhos pequenos, a babá, os cachorros e duas bicicletas infantis presas ao porta-malas.
Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOSAndroid ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.
fonte;http://veja.abril.com.br
Postar um comentário

Comentarios