bate papo FMESPERANÇANOSSA

SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Garota mordida por leão-marinho faz tratamento de doença perigosa Depois de um vídeo do episódio ter circulado pelas redes sociais, a menina atacada foi orientada a tomar medicamentos para prevenir infecção leta

Vídeo mostra momento em que leão-marinho ataca menina
Uma garota canadense que foi atacada por um leão-marinho está passando por um tratamento preventivo para evitar infecção de bactéria que pode ser letal, informou o pai nesta quinta-feira em entrevista ao portal americano NBC News. Um vídeo do episódio, que ocorreu em um píer em Richmond, cidade no Canadá, se tornou viral nas redes sociais nas últimas semanas. As imagens mostram o exato momento em que o animal agarra a jovem pelo vestido com uma mordida e a derruba na água. Em seguida, um homem, que é parente da menina, rapidamente pula no mar para salvá-la.
Alguns dias depois, o Aquário de Vancouver procurou a família da vítima para alertá-la da possibilidade de uma perigosa infecção por conta da mordida. Ela poderia ter contraído uma bactéria rara que, se não tratada corretamente, poderia levar a uma doença chamada popularmente de “dedo de foca”. Entre os sintomas, destacam-se a inflamação da área mordida – que fica visivelmente inchada – e, em estágios mais avançados, inflamação das juntas e edema na medula óssea, que podem levar à amputação de partes do corpo e, no pior dos casos, à morte. Por isso, ela foi orientada e fazer o tratamento como se estivesse contaminada como uma forma de prevenção.
Mordidas de mamíferos marinhos podem ser particularmente perigosas para animais terrestres, pois aqueles carregam bactérias que não são comuns aos nossos. Cientistas não têm certeza de qual é o microrganismo causador dessa enfermidade, porém, a suspeita mais forte é que ele pertença ao gênero Mycoplasma e, mais especificamente, à espécie Mycoplasma phocacerebrale.
O tratamento, que deve ser iniciado o quanto antes, corresponde à administração de tetraciclina, um grupo de antibióticos amplamente utilizado para combater algumas bactérias, protozoários e fungos. Porém, em alguns casos a infecção pode ser resistente a alguns antibióticos.
Assista ao vídeo: 
fonte:veja.abril
Postar um comentário

Comentarios