SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

domingo, 18 de junho de 2017

A mentira que diz que 2 milhões de islâmicos chegam ao Brasil em julho. Nossa sociedade precisa muito de esclarecimento Read more http://www.sociedademilitar.com.br/wp/2017/06/a-mentira-que-diz-que-2-milhoes-de-islamicos-chegam-ao-brasil-em-julho-sociedade-esclarecida.html

Cremos, como a maior parte dos brasileiros honestos, que nosso país não tem condições atualmente para receber refugiados, independente de sua religião. Lembro ainda que há muitos refugiados cristãos que fugiram do Oriente Médio, e dessas pessoas pouco se fala em acolher. Mas, isso não justifica que se compartilhe mentiras. Os militares das Forças Armadas, bem como a policia federal, foram os primeiros a se posicionar contra a nova lei de imigração. Por conta de sua oposição Michel Temer vetou muitos artigos que poderiam prejudicar nosso país.
Bem, chegou até a Revista Sociedade Militar por vários canais, entre eles o whatsapp, um vídeo onde um indivíduo afirma que chegarão ao Brasil em 13 navios 1.8 milhões de islâmicos. Na gravação um senhor de aparentemente 65 anos, com cabelos e barba branca, faz um discurso aparentemente dentro de seu quarto. Em alguns momentos ele fala em 2 milhões de islâmicos "dos quais uma cacetada de terroristas e assassinos vindo no meio". Ele diz ainda que foi uma resolução da Organização das Nações Unidas.
Esse tipo de questionamento chegar de forma reiterada até nós é prova de que há muito ainda que se trabalhar para o verdadeiro esclarecimento de nossa sociedade. O fato de muita gente não ter condições de discernir a veracidade de coisa tão absurda é assustador.
Como podemos crer que nas próximas eleições nossa sociedade não vai ser novamente enganada se percebemos que muitos não conseguem sequer discernir algo tão simplório como o que se trata no vídeo?
O material que nos foi enviado sobre o assunto é facilmente encontrado no YOUTUBE 
Além das inconsistências observadas no vídeo, pois em hipótese alguma seria possível transportar 1.8 milhões de pessoas em 13 navios, as pessoas cometem – sem mencionar o crime de xenofobia – uma gafe terrível em generalizar os islâmicos taxando-os de terroristas e assassinos.
Tenho certeza que muitos de nós conhecemos islâmicos que não são terroristas assassinos e que se comportam como qualquer um de nós na sociedade. A opção religiosa é livre no Brasil, graças a DEUS. O indivíduo que publicou o referido vídeo já virou chacota na internet. Sites como Efarsas e Boatos.com, que desvendam boataria na internet têm desmistificado a mentirada.
Uma informação falsa não pode ser compartilhada por pessoas lícitas. Não é porque você não é islamita que deve compartilhar uma informação falsa. Compartilhar significa endossar a informação, se ela e falsa você também perde credibilidade perante sua rede de amigos. Um vídeo com 1% de informação falsa é contaminado pela mentira. Contudo, a gravação em tela tem muito masi do qus 1% de mentira.
Chega de BASES RUSSAS, espião russo na DEFESA, 300 milhões de chineses chegando, filha do General casada com o dono da FRIBOI, General morou 15 anos na Rússia, General comunista, Caça da Venezuela atacar BRASÍLIA, Marisa está VIVA etc.
Ressaltamos aqui na Revista Sociedade Militar que oposição, conservadorismo, liberalismo, direita, centro ou qualquer outro posicionamento que se assuma deve ser construído sobre pilares sólidos e jamais sobre mentiras. Não basta seguir pessoas que falam o que se quer ouvir, é necessário construir uma base própria. Esse tipo de comportamento tem atrapalhado muito a reação dos brasileiros contra o que foi provocado pela esquerda ao longo de trez décadas.
Não se discute nesse texto imigração, islamismo ou terrorismo. O foco da discussão é a falta de esclarecimento e desapego pela verdade, o que tem transformado as redes sociais no BRASIL em péssimo canal de informação.
Leia TODO o conteúdo antes de compartilhar. Não assine embaixo de informações falsas. Zele pelo seu nome e contribua para que as redes sociais melhorem.

Da editoria: O vídeo em tela é indiscutivelmente portador de informações falsas. Acusar TODOS os muçulmanos de terrorismo também é obviamente um absurdo. Compartilhar mensagens falsas também é um absurdo e nocivo à construção de uma sociedade esclarecida.
Essas foram as únicas afirmativas feitas e devidamente embasadas pelo articulista. Quase todos os comentários que chegaram, e sempre são bem vindos, parecem com justificativas e tratam de lei de imigração, que não se discute no texto. Ressalta-se que em nenhum momento se afirmou que muçulmanos não entram no Brasil. O que faz parecer que pessoas tentam se justificar por compartilhar informações falsas e – PIOR – continuarão fazendo isso, desde que as "informações", ainda que FALACIOSAS, sejam minimamente coincidentes com sua visão de mundo. Contudo, uma sociedade esclarecida e capaz de andar com os próprios pés não se constrói em cima de pilares mentirosos que certamente em algum momento ruirão.
Lei de imigração e o fato de lideranças muçulmanas se omitirem ao não condenar o terrorismo já foram e são exaustivamente discutidas nesse espaço. Basta para isso conferir os links abaixo, colocados desde a postagem original, ou ter um trabalhinho a mais e usar o campo de busca.
No mais, desejamos que mossa sociedade cresça e se esclareça a ponto de andar com os próprios pés e não apenas, como um rebanho, tocada por líderes cégos, incapazes sequer de conduzir a si mesmos.

Revista Sociedade Militar
Postar um comentário

Comentarios