bate papo FMESPERANÇANOSSA

SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

terça-feira, 13 de junho de 2017

Curado de tumor na cabeça, ex-jogador expressa gratidão: “Foi um chamado de Deus para me aproximar”

O ex-jogador André Luiz, 42 anos, construiu uma carreira vitoriosa no futebol, com passagens por grandes times e pela Seleção Brasileira, mas a sua mais recente conquista foi a mais relevante até agora: a cura de um câncer. E ele agradece a Deus por isso.
Lateral-esquerdo, André Luiz teve um início de carreira meteórico. Foi campeão do mundo pelo São Paulo em 1993, disputou as Olimpíadas de 1996 em Atlanta (EUA) pela Seleção Brasileira, rodou por times da Europa, como o Paris Saint-German e de volta ao Brasil, vestiu a camisa de Corinthians, Santos e Fluminense.Sua carreira profissional se encerrou no San Jose Earthquakes, de uma liga secundária nos Estados Unidos, e até o início do ano, ele treinava as categorias de base da equipe. Em março último, ao pentear o cabelo, notou que havia um pequeno caroço atrás da orelha.
De imediato, André Luiz procurou os médicos do San Jose Earthquakes para um diagnóstico, e foi informado de que tratava-se de um tumor na cabeça. “Passa um filme na hora… Foi um baque. A gente que joga bola a vida toda, não tem vício nenhum, acha que isso nunca vai acontecer”, relembrou, em entrevista ao jornal Extra.

A fé foi o refúgio do ex-jogador: “Sou um cara de muita fé, sou cristão e isso me ajudou muito em todo o processo de recuperação. Deus me preencheu de uma forma tão boa que eu na verdade fiquei muito tranquilo. Parecia que eu não tinha nada, não doía”, contou.
Em contato com o médico Joaquim Grava, com quem fez amizade durante suas passagens pelo Corinthians, André Luiz recebeu a indicação de se tratar com um especialista do Hospital Albert Einstein, onde fez a cirurgia de remoção do tumor e concluiu o tratamento com sessões de radioterapia.
“Estou muito feliz. Já estou curtindo a minha casa de praia aqui no litoral de São Paulo com a minha família e, se eu te falar, você não acredita. Estou correndo 4 a 5 km por dia”, comemorou.
“Minha esposa foi o anjo que Deus preparou para mim. Acredito que os familiares sofram até mais que a gente. Mas todos viram a paz que eu estava, a boa energia. Então deu tudo certo”, acrescentou.
Por fim, disse que vai levar a experiência como uma forma de chamado: “Resumindo tudo, acho que foi mais um susto, o tumor foi descoberto bem no começo. Agradeço a Deus por ter passado por isso. Acho que foi um chamado de Deus para eu ficar mais perto dele”, concluiu.
André Luiz ao lado dos médicos após o fim do tratamento
fonte:noticias.gospelmais.com.br
Postar um comentário

Comentarios