SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

sábado, 10 de junho de 2017

Violência contra os cristãos aumenta na Índia: "Um ataque a cada 40 horas" O relatório do Conselho Cristão da Índia afirma que os ataques contra os cristãos aumentaram consideravelmente, após um partido extremista hindu assumir o governo do país.

Extremistas hindus. (Foto: Asia News)
Extremistas hindus. (Foto: Asia News)
Um novo relatório diz que os ataques violentos contra a minoria cristã na Índia estão aumentando a um ritmo alarmante, já que os membros encorajados de grupos próximos ao partido nacionalista hindu, que governa o país, procuram criar uma "nação hindu". Em média, um ataque contra cristãos é registrado a cada 40 horas, destaca o relatório.
O relatório do Conselho Cristão da Índia afirma que os ataques contra os cristãos aumentaram cerca de 20% em 2016, e a violência física contra os cristãos aumentou em até 40%. Um novo ataque neste perfil (contra cristãos, motivado por intolerância religiosa) está sendo relatado a cada 40 horas, acrescentou.
"Os ataques se tornaram mais graves e mais frequentes, os incidentes costumavam estar concentrados em alguns estados, agora a violência se espalhou para 23 estados", observou o relatório, ressaltando que a maior elevação foi registrada no norte do estado de Uttar Pradesh e no sul do estado de Telangana.
Os ataques envolvem agressões físicas, vandalismo e incêndio em igrejas, Bíblias sendo queimadas, ameaças de morte, cristãos sendo forçados a renunciar à sua fé e converter-se ao hinduísmo, além da interrupção e ataques aos cultos e reuniões de oração.
Em um desses casos, os nacionalistas hindus espancaram um evangelista com correntes, o despiram e o forçaram a beber urina, diz o relatório. Em outro incidente, um cemitério cristão foi profanado e esqueletos desenterrados e espalhados pelo local, acrescenta.
Os ataques contra os cristãos têm aumentado desde que o partido nacional hindu Bharatiya Janata (BJP) ganhou a eleição nacional, em 2014. O BJP acredita e propaga a ideologia 'Hindutva' - que pretende construir uma Índia onde os hindus e a cultura hindu serão dominantes. Acredita-se que o 'BJP' seja a ala política do principal grupo nacionalista / extremista hindu Rashtriya Swayamsevak Sangh.

Mobilização internacional
No mês passado, mais de 100 membros do Congresso dos EUA escreveram uma carta ao ministro do Interior da Índia, pedindo-lhe que autorizasse a organização cristã de apoio a crianças, 'Compassion International' a continuar seu trabalho naquele país. A instituição de caridade foi obrigada recentemente a encerrar seus programas na Índia, em meio a uma repressão contínua do governo do BJP sobre organizações sem fins lucrativos que recebem financiamento estrangeiro.
O tratamento dado pelo governo indiano à Compassion International "causou séria preocupação no Congresso dos EUA", disse a carta endereçada ao ministro do Interior da Índia, Rajnath Singh.
O governo indiano alega que a Compassion estava "financiando conversões religiosas" no país.
"Estamos escrevendo porque acreditamos que o Ministério dos Assuntos Internos emitiu uma circular interbancária que impede que todos os bancos comerciais na Índia processem as transferências bancárias da Compassion sem a aprovação prévia do Ministério. Como resultado, a Compassuion não consegue reunir os fundos necessários para continuar... em detrimento das centenas de milhares de crianças que a ONG serve na Índia. Muitos dos nossos eleitores, que construíram apegos emocionais através de anos de relacionamento com essas crianças, estão devastados por esse corte abrupto", continuou a carta.

Casos de violência
No início deste mês, uma organização juvenil extremista hindu 'Yuva Vahini' - conhecida por causar incêndios criminosos e promover a violência contra minorias religiosas, forçou a polícia a interromper uma reunião de oração entre cristãos na área de Dathauli, no distrito de Maharajganj, em Uttar Pradesh, que estava contando com a participação de mais de 150 pessoas e 11 Turistas americanos. O grupo apresentou extremista uma queixa, alegando que o encontro se destinava a "converter ao cristianismo".
No início deste ano, o mesmo grupo hindu atacou a Igreja 'Evangelho Pleno' em Gorakhpur, área de Uttar Pradesh, também acusando a congregação de "converter pessoas" ao cristianismo.
O grupo foi formado por um líder do BJP, Yogi Adityanath, que assumiu o cargo de ministro-chefe do Estado de Uttar Pradesh no mês passado, após a vitória de seu partido.
Em fevereiro, um evangelista, Dr. Kusuma Anjeneya Swamy, de 47 anos, foi internado em coma, pouco depois de ter sido assediado por extremistas hindus por distribuir publicamente cópias do Novo Testamento na cidade de Hyderabad, no sul do país. O grupo de homens ameaçou queimá-lo vivo e questionou "se Jesus o salvaria das chamas".
Embora não houvesse evidência de violência física, o evangelista aparentemente sofreu uma hemorragia cerebral e entrou em coma, horas depois do incidente.
FONTE:http://guiame.com.br
Postar um comentário

Comentarios