SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

quinta-feira, 13 de julho de 2017

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara rejeitou nesta quinta-feira

CCJ rejeita parecer que recomendava continuidade da denúncia contra Temer
Por Bernardo Caram, Alessandra Modzeleski e Fernanda Calgaro, G1, Brasília
 

Rodrigo Pacheco lê resultado de votação da denúncia contra Michel Temer na CCJ
A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara rejeitou nesta quinta-feira (13) o relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), que recomendava o prosseguimento da denúncia contra o presidente Michel Temer, apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR).
(ATUALIZAÇÃO: Após essa votação, os deputados da CCJ deliberaram sobre um novo parecer, de autoria do deputado Paulo Abi-Ackel, do PSDB-MG, que recomendou ao plenário a rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer. Esse parecer foi aprovado por 41 votos a 24. Leia aqui)
Votaram contra o parecer de Zveiter 40 deputados. A favor, 25. Houve uma abstenção.
>> Saiba ao final desta reportagem como votou cada deputado da CCJ
Mesmo com a rejeição do parecer pela continuidade da denúncia, o plenário da Câmara terá de dar a palavra final sobre o prosseguimento do caso.
Dessa forma, a CCJ terá de aprovar um parecer pela rejeição da denúncia. É esse relatório que irá pelo plenário da Câmara.
ainel da votação da CCJ de parecer sobre denúncia de Temer (Foto: Reprodução/TV Câmara)
É possível que o novo texto, do deputado Pauko Abi-Ackel (PSDB-MG), seja votado ainda nesta quinta na CCJ, liberando a denúncia para votação em plenário.
O novo parecer será lido, mas não será permitido novo pedido de vista (mais tempo para análise) nem nova discussão. Haverá nova orientação de bancada e nova votação nominal, nos mesmos termos da votação anterior.
Em seguida, o relatório vencedor será enviado para a análise do plenário.
Com base nas delações de executivos do grupo J&F, que controla a JBS, Temer foi denunciado pela PGR pelo crime de corrupção passiva. Para o presidente, a denúncia é uma "injustiça que se faz com o Brasil".
Por se tratar do presidente da República, a denúncia só terá continuidade no Supremo Tribunal Federal (STF) se tiver autorização da Câmara.
Governo Temer tenta acelerar votação da denúncia contra o presidente na comissão da Câmaraclik:segue o link>>http://g1.globo.com/politica/noticia/ccj-rejeita-parecer-que-recomendava-continuidade-da-denuncia-contra-temer.ghtml
Postar um comentário

Comentarios