SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

domingo, 9 de julho de 2017

Após sumiço, policiais são resgatados em favela de Itaguaí

   
A viatura em que os dois estavam foi encontrada perto da favela do Carvão, com marcas de tiro.
Os policiais civis identificados como Diogo (delegado) e o agente Alessandro Halas, ambos lotados na 48º DP (Seropédica), haviam desaparecido na noite deste sábado (08/07). Após saírem para jantar, no restaurante Dom Zelittu’s, em Itaguaí, se depararam no meio do caminho com um roubo de cargas na região. Segundo informações, houve uma intensa troca de tiros e para se protegerem, eles adentraram na mata no Morro do Carvão também em Itaguaí.
Os policiais ficaram durante algumas horas desaparecidos e chegaram a pedir prioridade nos grupos do aplicativo do  Whatsapp da delegacia, mas ficaram sem área de cobertura.
Às 20:31h, o agente Alessandro fez contato pedindo socorro pelo rádio: “Estou na mata escondido irmão, estou sem sinal, cadê a Core? Pelo amor de Deus!”
 
Com esse pedido de socorro, foi possível rastrear via satélite, o local exato onde se encontravam os agentes.
Policiais Civis de todo o Estado foram convocados para a operação, entre eles a Core, o 24º Batalhão da Polícia Militar BPM de Queimados e agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).
Momento que os policiais chegaram na cidade de Itaguaí
Eles entraram na favela do morro do Carvão em Itaguaí em busca dos desaparecidos e até um helicóptero blindado foi deslocado para o local das buscas.
Por volta das 22h50, os policias finalmente foram encontrados pela equipe do Dr Sayone, estando um deles em estado de hipotermia.
                              Equipes da polícia civil e militar comemoraram o sucesso da operação na 50ª DP Itaguaí
A cidade de Itaguaí tem sido considerada um dos locais mais violentos do Rio de Janeiro. O crescimento da criminalidade atinge patamares gigantescos. É comum ver dezenas de relatos diários de roubos de carros, roubo a pedestres, assaltos a ônibus entre outros. O local, esta realizando a sua maior festa que anualmente ocorre neste mês de julho, festa essa que comemora os 199 anos da cidade nesta edição. No entanto, esse evento tem atraído criminosos, que culminando com a pouca segurança, tem causado assaltos e furtos dentro e fora do espaço destinado a tradicional festa.
Postar um comentário

Comentarios