SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Garota de 12 anos foge de casa para "curtir a vida" e desespera mãe em Goiânia..

Geovana, 12 anos, fugiu de casa e deixou bilhete para a mãe: "curtir a minha vida"
Geovana, 12 anos, fugiu de casa e deixou bilhete para a mãe: "curtir a minha vida"... - 
"Estou sem comer e não estou dando conta de trabalhar. Só Deus sabe o que estou sentindo". Foi com estas palavras que a empregada doméstica Marinilde Ribeiro falou de sua agonia por não saber o paradeiro da filha Geovana, 12 anos, há mais de uma semana
A adolescente saiu da casa em que mora com a família em Goiânia na manhã da última quarta-feira (28) e está desaparecida desde então. Marinilde viu a gravidade do caso quando encontrou um bilhete com a seguinte inscrição na letra da filha: "Mãe, eu tô saindo de casa porque eu não aguento mais essa vida de tristeza e pra curtir a minha vida de solteira. Tchau, beijos. Te amo"
Um dos irmãos de Geovana já havia suspeitado de algo estranho quando acordou por volta das 10h naquele dia e viu o material de escola da irmã na mesa. Contou o fato para uma vizinha de Marinilde, que cuida de dois dos quatro filhos da doméstica enquanto ela trabalha, mas a mulher falou que ela deveria estar na casa de alguma amiga e logo apareceria.

Ao UOL, Marinilde conta que chegou em casa por volta das 16h30 e, ao ouvir o relato do filho e da vizinha e saber que Geovana ainda não tinha retornado, começou a ficar nervosa. "Aí fui até a geladeira para tomar água e vi este bilhete pregado", lamenta. Desesperada, a mãe acrescenta que a relação com a garota era boa. "Não briguei com ela, nem nada. Ela estava feliz aqui em casa nos dias anteriores. Se fosse algo comigo, com algo que eu tivesse falado, ela não teria escrito que me ama no bilhete". A empregada afirma que a filha já havia tentado fugir de casa uma vez com um namorado - os pais não aprovavam o relacionamento -, mas a encontrou no mesmo dia. Ela suspeitou do garoto desta vez, mas não achou nenhuma pista. "Conversei com este menino, e ele não está com ela. Falou que pode ir até a polícia na casa dele que não vão achar nada". Marinilde, inclusive, registrou boletim de ocorrência, no último sábado no 14º Distrito Policial (Vila Pedroso). De acordo com ela, as autoridades se comprometeram a avisar a todos os agentes que vão às ruas sobre as características da menina, mas ainda não houve novidades. Ela também acionou o Conselho Tutelar em busca de ajuda. Esperançosa em reencontrar a filha, Marinilde diz que Geovana só se comunicou com uma amiga via rede social desde o desaparecimento. Foi na última sexta-feira. "Ela mandou me avisar que estava bem". 
FONTE:https://noticias.uol.com.br
Postar um comentário

Comentarios