SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Advogados de Lula entram com recurso errado, passam vexame e perdem mais uma para Moro

 
Na medida em que impetram recursos e sofrem derrotas, os advogados de Lula vão se enfraquecendo e perdendo toda a credibilidade.
Incompreensível como os causídicos não percebem. A situação piora quando o recurso é inapropriado para o caso.
Há poucos dias, quando Cristiano Zanin percorreu um tribunal em Brasília, ele próprio ficou incomodado. Risadinhas generalizadas acompanharam a sua caminhada. O advogado visivelmente foi motivo de chacota. Um funcionário teria disparado: ‘mais um recurso do engomadinho’.
Nesta quarta-feira (9) um novo pedido de Lula foi negado. Um Habeas Corpus. Mais um.
O ex-presidente pretendia que fosse declarada a suspeição do juiz Sérgio Moro, por sua postura durante audiência de instrução em uma das ações penais da Lava Jato.
Os advogados do ex-presidente afirmaram que Moro teria permitido ofensas de uma testemunha a Lula; feito provocações e debochado da defesa após o fim do depoimento, quando o equipamento de filmagem já estava desligado; e proibido ilegalmente a gravação de audiências sem sua prévia autorização.
O ministro foi taxativo, negou e ainda deu um ‘puxão de orelha’ na defesa, que, segundo ele, utilizou o recurso errado para situações desse tipo, ponderando que existe meio apropriado para corrigir eventuais equívocos processuais.
Em suma, o Habeas Corpus não é o meio apropriado.
Um erro infantil, que qualquer estagiário de direito poderia detectar.
Convém que Zanin e Teixeira em suas próximas investidas, consultem os estagiários de seu escritório.
FONTE:Amanda Acosta
amanda@jornaldacidadeonline.com.be
Postar um comentário

Comentarios