bate papo FMESPERANÇANOSSA

SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

sábado, 12 de agosto de 2017

Entrevistado Por Doria, Suplicy Canta E Pede Que Prefeito De SP Pare De Xingar Lula E Dilma

   
(ESTADÃO CONTEÚDO)
Convidado de um programa transmitido ao vivo pelo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), na noite desta quinta-feira, 10, o vereador Eduardo Suplicy (PT) pediu ao tucano que pare de xingar os ex-presidentes petistas Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva. Doria, ao se justificar, afirmou que tem divergências com os líderes do PT e garantiu que a intenção não é incitar o ódio.
Suplicy participou do programa Olho no Olho, no qual, semanalmente, uma personalidade é entrevistada por aproximadamente uma hora pelo prefeito em seu perfil pessoal no Facebook. Depois de divergências e momentos de descontração, Doria ainda pediu uma “palinha” musical ao parlamentar. Suplicy encerrou cantando a clássica Blowin’ in the Wind, de Bob Dylan.Antes de conversarem sobre temas da administração municipal, Suplicy disse que precisava fazer uma pergunta a Doria. “Você acha admissível que uma pessoa se refira a uma mulher, como as que estão aqui nos assistindo, como ‘anta’?”, questionou o vereador. “Não é a melhor referência”, admitiu o prefeito, justificando que fez isso “em certos momentos de bom humor”. “Mas isso não tira o meu espírito crítico à ex-presidente Dilma Rousseff”, ponderou.
No dia 15 de julho, Doria usou o microfone em um evento em São Bernardo do Campo (SP) para chamar Lula de “mentiroso”, “sem vergonha” e Dilma de “anta”. Na conversa feita no gabinete de Doria, Suplicy afirmou que a forma como o tucano dirige ataques a Lula e Dilma tem provocado reações como o lançamento de um ovo em sua direção em Salvador, na segunda-feira, 7, e pode prejudicar a relação dele com vereadores da oposição na capital paulista. Suplicy destacou, porém, que não estava de acordo com a manifestação contra Doria na Bahia. “Esse procedimento de incitar inclusive o ódio entre as pessoas acaba não fazendo bem não a você, [mas] ao País, aos brasileiros”, disse o vereador petista.
Suplicy chegou a citar a relação de Doria com o presidente Michel Temer (PMDB), lembrando que o peemedebista é alvo de um inquérito na Justiça e recebe tratamento diferente do prefeito. “Só que no caso do presidente Michel Temer, você vai lá e o trata com o maior respeito e, mais do que isso, com toda a amabilidade”, afirmou Suplicy. Em clima amistoso, Doria afirmou que tem respeito por Suplicy e que acredita em sua honestidade, diferente do que acha do ex-presidente Lula. O tucano rebateu as críticas do vereador dizendo que quem incita o ódio são manifestantes vinculados ao PT, ao PCdoB e ao PSOL.
“Nem vou perguntar se você acredita na honestidade do presidente Lula, nem quero lhe proporcionar esse constrangimento. Eu não acredito. Mas não procuro fazer isso de forma a incitar o ódio nem propor agressões”, alegou Doria. “Nunca pedi que jogassem ovos, que atacassem nem recepcionassem com rojões, como fui recepcionado em Salvador.”.
Colocando panos quentes na conversa, Doria encerrou o assunto concordando que “disseminar o ódio não contribui com o bem do Brasil”, e provocou Suplicy a mostrar suas aptidões como cantor. Além do cover de Dylan, o parlamentar também gesticulou interpretando a letra que diz que “a resposta está soprando ao vento”.
fonte:https://www.noticiasbrasilonline.com.br
Postar um comentário

Comentarios