SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

sábado, 16 de setembro de 2017

Morre aos 65 anos o jornalista Marcelo Rezende Apresentador do ‘Cidade Alerta’, da Record, revelou em maio ter sido diagnosticado com agressivo câncer no pâncreas e abriu mão do tratamento convencional

   Jornalista Marcelo Rezende
Jornalista Marcelo Rezende
Adicionar legenda
Morreu nesta tarde de sábado o jornalista Marcelo Rezende, aos 65 anos. Rezende lutava contra um câncer no pâncreas e no fígado, que revelou em entrevista na TV, em maio deste ano. Religioso, diante da agressividade do tumor, o jornalista abriu mão do tratamento convencional e participou de retiros espirituais.Nascido em novembro de 1951 no Rio de Janeiro, Marcelo Rezende tinha mais de quarenta anos de carreira. Trabalhou na Globo, onde realizou reportagens investigativas e apresentou, entre outros programas, o Linha Direta, que exibia a reconstituição de grandes casos criminais, como o do maníaco Chico Picadinho. Na Record, comandava o policialesco Cidade Alerta desde 2012. Antes, esteve à frente do quadro A Grande Reportagem, do Domingo Espetacular.
Jornalista Marcelo Rezende
Marcelo Rezende, quando apresentador do programa ‘Linha Direta’ da Globo em 1999 (João Wainer/Folhapress)

Jornalista Marcelo Rezende
Jornalista Marcelo Rezende no comando do Cidade Alerta da Rede Record em 2004 (Divulgação/Rede Record)

No Cidade Alerta, cunhou o bordão “Corta pra mim”, do qual se orgulhava. A frase dá nome ao seu perfil oficial no Facebook e ao livro que lançou no início de 2016.
O livro, publicado pela editora Planeta, reunia relatos sobre as suas reportagens investigativas, como aquela sobre a máfia do futebol.
Na reta final, Marcelo Rezende contou com o apoio de familiares e amigos, como o colega da Record Geraldo Luís, que chegou a socorrê-lo em casa, no início de maio. A filha Patrícia, que mora fora do país, voltou ao Brasil para acompanhá-lo — e se despedir.
Teve também o apoio constante da namorada, Luciana Lacerda, que chegou a fazer uma tatuagem em homenagem a ele. Nos últimos momentos, Luciana fez posts dramáticos no Instagram, em que pedia a Deus que cuidasse de quem ela não podia cuidar, e que segurasse nas mãos dela e de Marcelo Rezende.
Postar um comentário

Comentarios