SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Policial mata dentro de hospital acusado de ter assassinado seu companheiro de farda


Edvaldo Aleixo Marques Fontes  Policial Militar, de 38 anos, matou dentro do pronto-socorro(hospital) de Corumbá, Jonilson Silva da Cruz, 33 anos, que matou  durante a madrugada , o policial militar João Márcio Leite da Cruz, de 34 anos. Jonilson estava no hospital, porque antes de assassinar  o PM foi baleado por ele.Ao Folha da Política  o comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Wilson Velasques, informou que o soldado Fontes foi até o pronto-socorro em busca de informações sobre o policial baleado. Ao passar próximo à sala de procedimentos onde Jonilson estava, teria ouvido dele: "um policial a menos". O Policial Militar sacou a arma e fez dois disparos contra Jonilson, que morreu no local.
O soldado Fontes se apresentou ao Comando da Policia Militar e está detido. O comandante Velasques disse que os dois policiais militares estavam de folga. Um inquérito policial vai ser instaurado para ser apurado o caso. A Polícia Civil também investiga os homicídios. O caso - João Márcio foi assassinado com três tiros em frente ao clube Atlético, na Avenida 14 de Março, em Ladário, distante 419 quilômetros de Campo Grande. De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi encontrada morta em cima de uma motocicleta. Ele foi atingido por três tiros, um no peito, perna e abdome. Antes de morrer, João Márcio conseguiu disparar contra o acusado de ter cometido o crime, Jonilson, que foi atingido por dois tiros.

À polícia, testemunhas falaram que viram o momento em que Jonilson saiu correndo do local e chamou Jeferson Manoel Lima da Silva, 29 anos, que estava em um veículo Ford KA. O automóvel foi revistado pelos policiais. No carro foram encontrados um revólver calibre 38 com cinco munições deflagradas.

Jonilson foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) e levado para o pronto socorro da cidade, onde foi morto pelo soldado Fontes. Jeferson, suspeito de participação no crime, está preso na Delegacia de Polícia Civil de Corumbá.
fonte:http://www.folhadapolitica.com
Postar um comentário

Comentarios