bate papo FMESPERANÇANOSSA

SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

domingo, 22 de outubro de 2017

Milhares de pessoas vão às ruas em favor da família Ato, apoiado pela comunidade cristã, chamou a atenção das autoridades maranhenses para a importância dos valores familiares


Em meio às comemorações do Dia das Crianças, milhares de pessoas se uniram em São Luiz, Maranhão, para a 2ª Caminhada da Família. Partindo da praça do Pescador, a causa percorreu toda a extensão da Avenida Litorânea, na tarde do dia 12.
Organizado pelo Movimento Pró-Família de São Luís, o ato contou com carros de som, faixas e cartazes com o intuito de chamar a atenção das autoridades para a necessidade de proteger as famílias, sobretudo as crianças, das investidas proporcionadas por ideologias contrárias ao padrão bíblico e constitucional da composição familiar.“Trouxemos nossas famílias porque queremos chamar a atenção das autoridades e da população maranhense que infelizmente está deixando de cuidar das famílias e das crianças também”, declara a pedagoga Samia da Silva, participante da caminhada.
A 2ª Caminhada da Família orou e protestou contra a ideologia de gênero nas escolas; a erotização infantil; a pedofilia; a pornografia disfarçada em livros e revistas infantis; o bullying dentro das unidades escolares; a violências físicas e psicológicas; e pela censura de idade em programas de TV.
“A população precisa se unir para estabelecer de uma vez por todas o princípio básico que rege a estrutura familiar: o amor e o respeito, pois desta forma, os valores que Jesus nos ensinou serão propagados”, finaliza Samia. Com informações O Estado
Postar um comentário

Comentarios