bate papo FMESPERANÇANOSSA

SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Obama conversava com Ronaldo, o Fenômeno, enquanto Suplicy era chutado para fora de evento

   
O vereador Eduardo Suplicy, do PT, mostrou qual a verdadeira postura desrespeitosa e truculenta de um comunista e furou o bloqueio do serviço secreto americano para entregar uma carta sobre a renda mínima de cidadania ao ex-presidente Barack Obama, mas foi “convidado” a se retirar.
Barack Obama em São PauloDe acordo com a Folha, o ex-senador conseguiu passar ao subsolo por onde Obama deixaria o teatro onde deu uma palestra em São Paulo nesta quinta-feira (5). Avistou o ex-presidente rodeado de agentes do FBI e percebeu “que tinha uma brecha”.“Eu disse em inglês que gostaria muito de entregar essa carta porque gostaria de conhecer a sua opinião sobre a renda básica universal. Ele pegou a carta e disse que iria me responder. Aí na hora que eu acabei de ter esse diálogo em que ele me olhou nos olhos eu percebi que nas minhas costas estavam me puxando”, relatou Suplicy. Agentes americanos o empurraram, dizendo que não podia permanecer no local.O ex-jogador Ronaldo, o Fenômeno, por sua vez, foi recebido por Obama de maneira calorosa, segundo testemunhas, no mesmo lugar onde Suplicy tentou entrar. O incômodo que Obama mostrou com o vereador, porém, não se repetiu com o Fenômeno, que lhe falou brevemente de seus projetos sociais.

NOTA: Não foram tiradas fotos do momento em que os agentes levaram Suplicy. A imagem usada na matéria é meramente ilustrativa, é uma foto do dia em que o vereador foi preso pela PM em uma reintegração de posse, em São Paulo.

fonte:https://jornalivre.com


Postar um comentário

Comentarios