SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Castigado em caravanas com gritos de ladrão, Lula avalia cancelar novas viagens para evitar desgaste

   
O ex-presidente Lula está traumatizado com as caravanas que tem feito pelo país nos últimos meses. Duramente hostilizado pela população na viagem que fez pelo Nordeste e mais recentemente por Minas Gerais, o petista foi chamado de ladrão em praticamente todos os lugares que passou. A ideia das caravanas é produzir belas imagens, devidamente editadas, para divulgar a suposta popularidade do petista nas redes sociais. Mas o tiro saiu pela culatra. Enquanto as matérias e vídeos produzidos durantes as caravanas tiveram pouco mais de 300 mil compartilhamentos, os vídeos com flagrantes de populares chamando Lula de ladrão tiveram mais de 30 milhões de compartilhamentos nas redes sociais e acessos no Youtube. O saldo das caravanas foi devastador na imagem do petista e fez com que milhões de eleitores mudassem seus planos de votar um dia Lula. Emocionalmente, o ex-presidente também ficou bastante desgastado ao ouvir tantos gritos de ladrão durante a caravana. Os organizadores do evento tiveram trabalho em manter o petista longe de populares. Pequenos trajetos envolveram a participação de centenas de militantes, que eram obrigados a criar um cordão de isolamento em torno do ex-presidente para impedir que os xingadores chegassem perto dele. Como se não bastasse os xingamentos, o publico presente nos atos foi muito pequeno. As despesas para levar plateia própria para os comícios também resultaram em gastos excessivos durante a caravana, que foi acompanhada por vários ônibus fretados lotados de militantes figurantes. A população dos locais que Lula passou também não gostou nada disso. Nas redes sociais, as denúncias de que não havia moradores locais nos atos realizados na maioria das cidades. Eram quase todos 'estrangeiros importados'. Apesar do alto custo, do desgaste e do resultado negativo das caravanas, Lula e o PT ainda não decidiram serecuam. Segundo dirigentes, seria admitir mais uma derrota num momento de extrema dificuldade em manter o mínimo da militância coesa. Sem contar que os sites que dão suporte ao petista precisam de fotos, imagens e vídeos para tentar manter o nome do petista na imprensa e nas redes sociais. Lula precisa de espaço para fazer sua autodefesa, ainda que isto tenha um custo elevado com a contratação de figurantes e produção de vídeos com estas mensagens, diz um dirigente, reconhecendo que o PT não possui um discurso para defender a volta do partido ao poder. Uma coisa é certa. Não há planos de levar a caravana para grandes centros. Se nas regiões mais pobres do país, o petista tem enfrentado hostilidades, nas capitais seria praticamente impossível evitar novos incidentes.
fonte:http://www.imprensaviva.com
Postar um comentário

Comentarios