SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Clima Tempo

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Universal ‘Sujou’ Mãe Dos Netos De Edir Macedo Para Que Fossem Adotados, Diz TV Portuguesa

   
Igreja Universal do Reino de Deus teria descredibilizado a mãe biológica dos netos do pastor Edir Macedo para supostamente deixá-las em “situação” de adoção. A denúncia foi tema da segunda reportagem da série “O Segredo dos Deuses”, exibida na noite desta terça-feira (12), pela emissora portuguesa TVI. O Ministério Público de Portugal investiga o caso desde a semana passada.
Segundo a denúncia, a mulher, identificada como “Maria”, deixava os filhos Vera, Luís e Fábio no Lar da Universal enquanto trabalhava. A versão da história que chegou à Santa Casa da Misericórdia, e depois ao Tribunal de Família e Menores, teria sido plantada pelo pastor.“Maria seria soropositiva e toxicodependente. Afastar Maria era essencial para que se cumprisse a vontade de Edir Macedo: levar aquelas crianças para os Estados Unidos para a filha Viviane Freitas”.
+ Netos de Edir Macedo negam adoção ilegal; Universal é investigada
A reportagem garante que este foi o motivo que fez Maria ser “constantemente impedida de visitar os filhos”. Ela sempre ouvia que “os filhos não estavam porque tinham ido passar o fim de semana com uma funcionária ou porque tinham outras atividades. Certo é que Maria assinou o livro de visitas apenas uma vez: um livro que desaparecia de cada vez que ela chegava ao Lar”.
Tal livro seria fundamental para atestar do interesse dos pais pelos filhos. Conforme a emissora, se o livro não for assinado pelos pais no período de seis meses, os filhos sãi entram para a lista de adoção. “Naquela altura, era-nos dito que os pais não podiam assinar o livro. Era negado, não tínhamos ordem para dar o livro aos pais”, garante à TVI uma ex-funcionária do Lar da IURD, identificada como Ana.
De acordo com Ana, Maria continuava a visitar os filhos e chegou a ir à polícia. O caso nunca chegou ao tribunal e a mãe biológica foi impedida de ver os filhos.
Num ápice, estava provada a tese de abandono e rapidamente o Lar sugeriu que uma pessoa ficasse com a guarda das crianças; uma pessoa que diziam ter uma relação com estes irmãos; uma pessoa que mal os conhecia e que tinha uma única missão: levá-los para os Estados Unidos e entregá-los à filha do bispo Edir Macedo. E assim fez, mesmo que não houvesse autorização para que vivessem fora do país e o tribunal continuasse a permitir as visitas dos pais.
A TVI promete apresentar como Viviane e o marido, Júlio Freitas, que não tinham idade para adotar, conforme lei portuguesa, nem moravam no país conseguiram ficar com as crianças. A Universal negou, em comunicado, as acusações. Vera e Louis aparecem, inclusive, em vídeo lançado no canal oficial da igreja no YouTube.
“Queremos dizer à TVI que não é justo, de forma nenhuma, o que eles estão fazendo conosco. E queremos o direito de resposta”, pede Louis, no vídeo. A Igreja Universal tem hoje nove milhões de fiéis, espalhados por 182 países, 320 bispos e cerca de 14 mil pastores.
Postar um comentário

Comentarios