quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Não perseguimos os políticos, mas não os protegemos, diz Bretas..

   Juiz federal Marcelo Bretas em entrevista no Conversa com Bial
O juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela primeira instância da Lava Jato no Rio de Janeiro, negou acusações de que a operação esteja perseguindo políticos. "Não é verdade. Nós não perseguimos, mas não protegemos", ponderou o magistrado em entrevista no programa Conversa com Bial, na Rede Globo, nesta quarta-feira (13). Para ele, o movimento de combate à corrupção é mundial. "Príncipes estão sendo presos. O mundo todo está combatendo a corrupção", citou. Ao ser questionado sobre a "fama" que a Lava Jato tem concedido a juízes como ele e Sérgio Moro, fez questão de minimizar a visão de 'justiceiro' que se formou sobre eles "O trabalho da Justiça não é prender e condenar, mas esclarecer", afirmou. Bial tentou que Bretas se comparasse ao juiz de primeira instância do Paraná, mas ele afirmou que não poderia dizer nada porque nunca conviveu com Moro. Relação com Cabral Logo no início da entrevista, Bial usou uma série de alegorias com os times Vasco e Flamengo para tratar da relação do juiz com o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, preso há mais de um ano por ser apontado como chefe do maior esquema de corrupção já existente no Estado. Até o momento, o político foi condenado a 72 anos e quatro meses de reclusão. Bretas minimizou qualquer tensão que tenha havido durante os depoimentos de Cabral, principalmente durante o episódio em que o réu afirmou ter informaçaõ
, disse o juiz, repetindo afirmação dita no começo de novembro. Armadilhas do Twitter Usuário da rede social desde o começo de outubro, o juiz publicou no início do mês uma foto na qual empunha um fuzil durante um treinamento de tiro ao alvo com a Polícia Civil do Estado Segundo ele, houve orientação oficial para fazer esse treinamento. "Divulguei no Twitter, mas acho que não deveria [ter publicado]", disse, reticente. Durante toda a entrevista, Bretas fez questão de passar uma imagem de discrição. Esclareceu que estava sendo convidado ao programa há muitos meses e declarou que estar ali "não era uma coisa natural". Veja também 
fonte:https://noticias.uol.com.br
Postar um comentário

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios