quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Lula frauda História O que ele disse caberia com folga num post do twitter

   

“Eu não consigo ler muitas páginas por dia, dá sono. Vejo televisão. Quanto mais bobagem, melhor para mim. Eu quero é limpar a cabeça.” Lula, em entrevista à Rádio Tupi, em 2009 (Cristiano Mariz/VEJA)

Por ignorância ou hábito de dizer o que lhe venha à cabeça, Lula, na última terça-feira à noite no Rio, em comício para os artistas e intelectuais de sempre, investiu contra o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores – e ao fazê-lo fraudou a História. Não foi a primeira vez e nem será a última.

Disse Lula:
– Esse cidadão é bisneto do general Thompson Flores, que invadiu Canudos e matou Antônio Conselheiro. É da mesma linhagem. Quem sabe esteja me vendo como cidadão de Canudos.
Com um total de 171 caracteres, incluindo os espaços, a passagem aclamada da fala de Lula contém três mentiras. A saber:
■ Flores não é bisneto de Tomás Thompson Flores, é sobrinho trineto;
■ Tomás Thompson Flores não era general à época da guerra de Canudos no final do século XIX, era coronel;
■ Tomás Thompson Flores não matou Antônio Conselheiro pelo simples fato de que morreu em combate três meses antes dele.
Os devotos do líder messiânico chamarão as mentiras de erros irrelevantes, meros lapsos de memória. Cadê a prova disso?
fonte:https://veja.abril.com.br
Postar um comentário

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios