SIGA-ME

SIGA-ME

Seguidores da revista

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

sexta-feira, 23 de março de 2018

Artistas petista comemoram vitória de Lula no STF. É a esquerda amante da impunidade


Os artistas petistas e ativistas de esquerda comemoram a decisão do STF de proibir que o ex-presidente Lula seja preso nos próximos dias, mesmo após o TRF-4 informar ao juiz Sérgio Moro sobre a conclusão da jurisdição sobre o caso do triplex do Guarujá.

A decisão do Supremo que envergonhou a nação foi efusivamente comemorada por jornalistas de aluguel a serviço do PT, sindicalistas, artistas órfãos da Lei Rouanet, integrantes do MST, CUT, UNE, MTST e outros movimentos sociais controlados pelo partido e generosamente premiados com o dinheiro do contribuinte ao longo da última década e meia.

O entusiasmo da esquerda brasileira com a vitória da impunidade e o impedimento da parte série da Justiça do país em cumprir com seu dever é justificável. A esperança é a de que Lula, condenado a mais de 12 anos pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, réu em outras seis ações penais, consiga ir empurrando a situação com a barriga.

Há uma convicção por parte da sociedade de que há no Brasil muita gente com o rabo preso com Lula e os esquemas criminosos que comandou no país ao longo dos últimos anos. Neste roll de cúmplices, estariam vários artistas de esquerda, políticos, empresários, jornalistas e donos de grupos de comunicação. Cresce agora a suspeita entre os brasileiros de que alguns ministros do STF também façam parte da organização criminosa comandada pelo petista, segundo denúncia da PGR.

No STF, os ministros defenderam os interesses de Lula, tratando-o como paciente e não como um criminoso condenado e acusado de centenas de crimes que podem ter custado bilhões aos brasileiros. 
FONTE:http://www.imprensaviva.com
Postar um comentário

Comentarios