sábado, 14 de abril de 2018

Justiça fixa multa diária de R$ 500 mil a manifestantes no entorno da PF em Curitiba Ordem cita que movimentos sociais, pró e contra Lula, estão descumprindo liminar anterior que impedia montagem de acampamentos e prejuízo ao trânsito de pessoas. Juiz fala em evitar força

Apoiadores exibem máscaras do ex-presidente Lula em acampamento no entorno da Superintendência da Polícia Federal, onde o ex-presidente está preso, em Curitiba  (Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters)
Justiça do Estado do Paraná fixou multa de R$ 500 mil por dia aos movimentos sociais que ocupam o entorno da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, onde está preso o ex-presidente Lula.
A decisão é da sexta-feira (13) e deve ser cumprida imediatamente.
O despacho, assinado pelo juiz substituto Jailton Juan Carlos Tontini, da 3ª Vara de Fazenda Pública de Curitiba, cita que os manifestantes, pró e contra Lula, estão descumprindo uma ordem liminar do dia 8, que determinava que os réus não impedissem o trânsito de pessoas na área e que não fossem montados acampamentos e estruturas semelhantes nas proximidades da PF.
O magistrado fala na decisão em evitar "a necessidade de medidas mais enérgicas, como, por exemplo, o uso de força policial".
Desde a chegada do ex-presidente, cerca de 500 pessoas acampam na vizinhança da PF (Foto: Anderson Grossl/RPC)
Desde a condução do ex-presidente Lula à sede da PF em Curitiba, no dia 7, cerca de 500 pessoas acampam na vizinhança do prédio da instituição, conforme contagem da Polícia Militar (PM).
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Postar um comentário

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios