sábado, 14 de abril de 2018

Teólogos Afirmam Que Guerra Na Síria É Sinal Da Volta De Jesus



A vinda de Jesus está ligada à cidade de Damasco, capital da Síria, de acordo com profecias de cristãos e muçulmanos.
A crescente ameaça de guerra contra os sírios gerou uma série de análises de antigos escritos. Entre as previsões está o iminente retorno de Cristo: Eis que Damasco será tirada, e já não será cidade, antes será um montão de ruínas. Isaías 17:1 Enfraquecida está Damasco, virou as costas para fugir, e o tremor apoderou-se dela; angústia e dores apossaram-se dela como da mulher que está de parto. Jeremias 49:24 Portanto os seus jovens lhe cairão nas ruas, e todos os homens de guerra serão consumidos naquele dia, diz o Senhor dos exércitos. Jeremias  49:26
E acenderei fogo no muro de Damasco, o qual consumirá os palácios de Bene-Hadade (sede do
governo sírio). Jeremias 49:24-27
Profecias
Algumas profecias que constam no livro sagrado jamais se cumpriram.
Entre elas, o desaparecimento da cidade de Damasco, que nunca foi destruída, apenas reconquistada várias
vezes durante a história. As escrituras pregam que ela será reduzida a ruínas. De acordo com o teólogo Rosen C. Rosenberg, é impossível prever se a destruição de Damasco se dará nessa guerra atual. Damasco é a capital da Síria, onde o ditador Bashar Al Assad foi acusado de usar armas químicas contra a população e o principal alvo do presidente americano Donald Trump.
Provavelmente a cidade de Damasco poderá ser destruída, seja pelos EUA ou pela guerra civil.
Agora teme-se que a humanidade possa estar se dirigindo a um ponto crítico na história – e tudo está na
Bíblia
FONTE:https://www.noticiasbrasilonline.com.br
Postar um comentário

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios