segunda-feira, 28 de maio de 2018

Vereadores de São Paulo aprovam auxílio-saúde para eles mesmos


Foto: André Bueno/ Câmara Municipal de São Paulo
Na última quarta-feira (23/05), os vereadores de São Paulo aprovaram um projeto de lei que prevê um auxílio-saúde de até R$ 1.079 mensais para eles mesmos e para os servidores da Câmara Municipal. O texto também prevê um auxílio-alimentação para os servidores, no valor de R$ 573,45. O projeto segue agora para sanção do prefeito, Bruno Covas.
Os novos benefícios devem gerar um gasto anual extra de até R$ 38 milhões para os cofres públicos. O texto é um projeto de lei apresentado na Câmara em 2013, que foi reapresentado pela atual Mesa Diretora, na forma de um texto substitutivo.
O projeto foi alvo de discussões na sessão e foi aprovado por 32 votos a favor e 8 contra. Os vereadores que votaram contra foram: Eduardo Suplicy (PT), Fernando Holiday (DEM), Janaina Lima (NOVO), José Police Neto (PSD), Paulo Frange (PTB), Sâmia Bonfim (PSOL), Soninha Francine (PPS) e Toninho Vespoli (PSOL).
Além dos novos auxílios, cada gabinete de vereador dispõe de uma verba para o pagamento mensal pela mão de obra de até 18 servidores, incluído um chefe de gabinete. Em 2018, o montante dessa verba é de R$ 164.433,21. Cada vereador dispõe também de uma verba anual de até R$ 289.125,00 (média mensal de R$ 24.093,75) destinada ao custeio de serviços gráficos, correios, assinaturas de jornais, deslocamentos por toda a cidade e materiais de escritório, entre outras despesas. Trata-se do auxílio-encargos gerais de gabinete, previsto em lei. Fora o salário líquido de mais de R$ 14 mil mensais.
Enquanto isso, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que metade dos trabalhadores brasileiros tem, em média, a renda mensal 19,5% abaixo do salário mínimo.
FONTE:http://observatorio3setor.org.br
Postar um comentário

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios