segunda-feira, 2 de julho de 2018

Delegado de Polícia Federal afirma que delação de Pallocci abre as portas do inferno



A homologação do acordo de cooperação premiada firmado pelo ex-ministro Antônio Palocci com a Polícia Federal promete. É a primeira vez que um membro do núcleo duro do PT firma um acordo desta natureza com as autoridades. Palocci é considerado o terceiro na hierarquia do partido, ficando apenas atrás de Lula e de José Dirceu. Como fundador do PT e arquiteto de políticas da legenda desde a sua fundação, Palocci tem um potencial destrutivo enorme e deve envolver outras estrelas do PT em novas investigações da Lava Jato, como a ex-presidente Dilma Rousseff.

Segundo artigo do delegado da Polícia Federal Jorge Pontes, publicado pelo Estadão, delação de Pallocci abre as portas do inferno. Segundo o ex-diretor da Interpol, além de juntar as últimas pontas soltas no enredo do Petrolão, enterrando de vez as reputações de diversos políticos, a delação de Palocci também vai colocar novos atores na roda, como instituições bancárias e, quem sabe, membros do Poder Judiciário.

Com informações do Estadão
Postar um comentário

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios