sexta-feira, 31 de agosto de 2018

A PROVA DE QUE O PAÍS ESTÁ SENDO LIDERADO POR CORRUPTOS É TER UM CORRUPTO CONDENADO E PRESO COMO CANDIDATO A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA COM APOIO DE JUÍZES DA MAIS ALTA CORTE DESSE MESMO PAÍS.


Não há palavras para descrever tamanho disparate. Penso em outras gerações. Como verão isso? Penso em outras nações. Que respeito teremos?
Parece não haver limites para as ações dos bandidos que ocupam cargos de poder, apesar de ser dito que na constituição está escrito: "Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta constituição." DIRETAMENTE? Significa que mesmo não elegendo a ninguém, temos poder? Onde? Se avacalham com tudo para proteger um criminoso julgado e condenado a prisão, concedendo-lhe a chance de ser candidato, fazer campanha e ter seu nome e foto nas urnas para votação?
Será essa uma espécie de maldição do passado? Uma herança maldita dos criminosos jogados aqui no período de colonização? Será esse o triste fim da nação brasileira? Um povo sem "poder" nenhum, representados por qualquer um, até mesmo, por um cínico ladrão? E nós? Acataremos tudo sem nada fazer? Nos curvaremos a essa imposição de quadrilhas unidas a comunistas, que se aproveitaram das necessidades dos aflitos, mentiram, nos traíram e por fim, subornaram a maioria do magistrado que deveria defender-nos por meio das palavras de justiça escritas em nossa constituição?
Serão mais fortes os ladrões? Ou fraca e covarde a população?
Nosso povo ficará inerte diante disso? Como se não corresse em nossas veias o sangue de tantas outras raças? Aliás, de que raça somos? Em que país estamos? Será que nos pertence, ou somos meros escravos consumidores, pagadores de impostos... Palhaços sem lona nem platéia, a céu aberto, entregues ao tempo que fizer?
A noite se aproxima. Parece cada vez mais escura, triste e fria. Tudo indica que o sol da justiça irá se pôr no dia em que vermos a cara do corrupto, ladrão nas urnas e nada mais nos restar se não o lamento... Sem sequer, ao menos termos, a quem nos lamentar.
por>>>Fábbio Kostta
Postar um comentário

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios