quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Após JN, Bolsonaro conquista 175 mil novos fãs nas redes sociais em 24h Levantamento realizado pela consultoria Bites mostra que candidato ocupou os trending topics do Twitter no Brasil por 16 horas e provocou "grande perturbação junto à opinião pública"

Jair Bolsonaro
SÃO PAULO - O candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), entrevistado ontem pelo Jornal Nacional, da TV Globo, ganhou 175.031 novos seguidores em seus pers no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube em um intervalo de apenas 24 horas. Os dados foram levantados pela consultoria Bites, especializada em monitoramento de atividades nas redes. Segundo o estudo, ao qual o InfoMoney teve acesso, o saldo da entrevista de Bolsonaro ao telejornal de maior audiência do País corresponde a sete vezes as conquistas de Geraldo Alckmin (PSDB) nos últimos 30 dias e quatro vezes as de Marina Silva (Rede) no mesmo período.O movimento gerado foi tamanho que a hashtag ocupou os trending topics do Twitter no Brasil por 16 horas, sendo 11 delas antes mesmo de o telejornal ir ao ar. Bolsonaro terminou o dia com 909 mil referências neste microblog. Só para se ter uma ideia, Ciro Gomes (PDT) teve 40 mil menções no dia anterior, quando abriu a série de entrevistas com presidenciáveis no Jornal Nacional.30/08/2018 Após JN, Bolsonaro conquista 175 mil novos fãs nas redes sociais em 24h - InfoMoney  No YouTube, três vídeos publicados nesta quarta-feira já alcançaram 3,1 milhões de visualizações. No Google Brasil, o deputado viu o interesse dos internautas em buscas crescer seis vezes em relação à sua média dos últimos 12 meses. Em uma escala que vai de 0 a 100, Bolsonaro obteve ontem uma média de 25. Lula teve 3,2. "A entrevista provocou grande perturbação junto à opinião pública digital e reforçou ainda mais a força do candidato no mundo digital, com impactos concretos nos resultados das próximas pesquisas eleitorais", observaram os analistas da Bites. "A premissa de que a Internet e as redes sociais funcionarão como caixa de ressonância da TV cou evidente nessa terça-feira. Um candidato com grande ativo digital, líder nas pesquisas sem Lula, conseguiu mover a rede em sua direção. Tanto para ações positivas como reações negativas", complementaram. A expectativa dos analistas é que Bolsonaro mantenha seu atual patamar de intenções de voto nas pesquisas, com variações dentro da margem de erro. Com pouco tempo de televisão e estrutura partidária, o deputado deve usar o capital digital de que dispõe para fazer frente aos ataques que tende a sofrer de adversários, como o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin. Apesar do desempenho considerado positivo do candidato, um dos episódios mais comentados foi visto como ponto negativo em sua participação no Jornal Nacional. No desentendimento com a jornalista Renata Vasconcellos, o estudo mostra que, aos olhos dos internautas, Bolsonaro protagonizou situação semelhante àquele atrito com Marina Silva no debate da RedeTV!. A situação, porém, foi pouco explorada por adversários até o momento.
fonte:https://www.infomoney.com.br/
Postar um comentário

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios