domingo, 5 de agosto de 2018

MENDES PODERÁ SER O PRIMEIRO MINISTRO DO STF A SOFRER IMPEACHMENT

Resultado de imagem para MENDES PODERÁ SER O PRIMEIRO MINISTRO DO STF A SOFRER IMPEACHMENT
Tudo dependerá da pressão popular e da boa vontade do Senado Federa

Alvo de vários pedidos de impeachment protocolados no Senado Federal (vale ressaltar que todos eles foram engavetados pelo presidente da casa, senador Eunício Maia), – o ministro do STF conseguiu um feito inacreditável […] ele alcançou incríveis 83% de rejeição, segundo pesquisa do instituto Ipsos. Conforme ele já declarou várias vezes, suas ações no Supremo não são e nunca serão pautadas pelo ‘apelo popular’ […] um juiz não pode agir de acordo com o pensamento do povo […] nesse ponto ele tem razão. Já o Senado federal pode e deve agir em prol do clamor popular […] é aí que entra em ação o julgamento do impeachment de Mendes. Mendes é uma das cinco ‘celebridades públicas’ mais rejeitadas pelos brasileiros. A pesquisa apontou que, quanto mais os brasileiros conhecem Gilmar, maior é a rejeição.Em abril de 2017, sua rejeição era de 43% […] em agosto, o percentual subiu para 67% […] já em novembro de 2017, cerca de 83% não conæavam no magistrado. Mais rejeitado que o ministro, somente o campeão Michel Temer (com 95%), Eduardo Cunha (com 94%) , Aécio Neves (com 93%) e Renan Calheiros (com 88%). GILMAR PODE ESTAR COM OS DIAS CONTADOS NO STF Em época de pré-campanha presidencial, um fato nos chama atenção: Quase todos os presidenciáveis, fundamentados pelo clamor da sociedade, têm intenção de empreender mudanças no Supremo Tribunal Federal (STF) a partir de 2019. A composição da Suprema Corte, o tempo de permanência (dos atuais e futuros ministros) e o sistema de admissão dos mesmos (que hoje é feita por indicação do presidente da República com aval do Senado) poderão sofrer grandes alterações. Gilmar Mendes corre o risco de não passar por essa nova ‘fase’ do STF. Um abaixo assinado virtual, pedindo seu impeachment, já atingiu a marca de 2 milhões de assinaturas […] um fato novo e surpreendente na história do país. Conforme já destacamos acima, Mendes só não teve seu pedido de impeachment apreciado pelo senado porque Eunício Oliveira (o presidente da casa) fez questão de não colocar o documento em votação […] mas o novo presidente do senado, que assumirá em 2019, poderá não ter a mesma compaixão com Gilmar Mendes. A campanha virtual pelo impeachment do ministro mais impopular da história da Suprema Corte segue a todo vapor nas redes sociais e poderá criar um precedente único e vergonhoso na história do Brasil: O impeachment de um membro da mais alta instância do Poder Judiciário! Segue o link para quem quiser participar e assinar o documento: IMPEACHMENT DE GILMAR MENDES
FONTE:https://www.diariodobrasil.org
Postar um comentário

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios