segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Em ato pró-Bolsonaro, Magno Malta diz que ministros do STF têm 'bandidos de estimação'

Betinho Casas Novas/Futura Press
Betinho Casas Novas/Futura Press
SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - Um dos principais aliados do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), o senador Magno Malta (PR-ES) afirmou que existem bandidos nos Tribunais Superiores do país e que os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) têm bandidos de estimação.
As declarações foram dadas em um ato a favor de Jair Bolsonaro realizado neste domingo (21) em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia.
"Bolsonaro é um homem destemido, que tem Deus no coração, que tem sangue no olho e vai enfrentar os bandidos. Mas o Brasil não tem bandido só roubando no ponto de ônibus com [revólver] 38. O Brasil tem bandidos também nos Tribunais Superiores. O Supremo Tribunal Federal deste país, cada um tem o seu bandido de estimação", afirmou.
O senador ainda disse que, caso seja eleito, Jair Bolsonaro irá implementar mandatos de oito anos para ministros do STF.
"A partir de janeiro, com Jair Bolsonaro presidente, mandato de presidente do Supremo vai ser só oito anos. Vai acabar com essa coisa de achar que eles são maiores que Deus", disse Malta.
A proposta de tempo limitado para os ministros dos STF constava no programa de governo do candidato Fernando Haddad (PT). O petista, contudo, recuou dessa proposta na atualização de seu programa feita nesta semana e agora propõe apenas discutir a questão.
As declarações de Magno Malta sobre o STF foram feitas no mesmo dia em que circulou em redes sociais online um vídeo no qual deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho de Jair Bolsonaro, afirma que para fechar o STF "basta um soldado e um cabo".
Fonte:https://br.noticias.yahoo.com
Postar um comentário

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios