quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Dilma fez ofensa grave presidente e ao ministro da Justiça, sugerindo que Bolsonaro ou Sérgio Moro teriam deixado “batom na cueca“ do outro


Durante sua passagem pela Argentina na semana passada, a ex-presidente Dilma Rousseff fez declarações bastante ofensivas ao se referir ao Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro e ao presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Ao abordar a ida de Moro para a pasta da Justiça do governo de Bolsonaro, Dilma especulou sobre uma improvável relação entre as duas autoridades brasileiras e sugeriu que o desfecho com o convite de Bolsonaro a Moro é um “batom na cueca“.

“A gente pode escolher entre duas metáforas: ou o rei, no caso o juiz, está nu, ou, como dizemos no Brasil, tem ‘batom na cueca’“, disse a ex-presidente em discurso no 1º Foro Mundial do Pensamento Crítico, realizado pela CLACSO (Conselho Latino-americano de Ciências Sociais), em Buenos Aires, na Argentina.

Na tese de Dilma, Moro teria atuado para tirar o ex-presidente Lula da disputa eleitoral apenas para favorecer Bolsonaro e o convite para um cargo teria deixado do ex-juiz nu. Além desta declaração infeliz, a petista, que se tornou ré esta semana na Justiça de Brasília, usou uma expressão chula para se referir ao convite do presidente da República para um magistrado renomado para o cargo de Ministro da Justiça. Resta saber na cueca de quem estaria o batom a que Dilma se referiu. Na de Bolsonaro ou na de Sérgio Moro? Para uma ex-chefe de Estado, Dilma baixou o nível de forma intolerável ao se referir a autoridades de seu país desta forma em terra estrangeira.


fonte:https://www.imprensaviva.com

Postar um comentário

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios