sábado, 8 de dezembro de 2018

Raquel Dodge diz que Lula agiu de má-fé nas eleições pede devoção R$ 19,4 milhões ao fundo partidário



A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge quer que  ex-presidente devolva R$ 19,4 milhões de recursos públicos usados na campanha do PT nas eleições de outubro e afirma que o presidiário agiu de má fé durante o pleito. Lula já havia sido condenado em segunda instância e enquadrado na Lei da Ficha Limpa quando entrou com o registro de sua candidatura. Este seria um dos passos para que o PT tivesse acesso aos recursos do fundo eleitoral.

O pedido foi feito na ação de análise das contas apresentadas ao TSE pela coligação e tem como base a Instrução Normativa nº2, editada no mês de junho pela PGE.

“O objetivo da medida é evitar que recursos públicos sejam utilizados por candidatos manifestamente inelegíveis”, diz a PGE.

A coligação informou que no período em que o ex-presidente encabeçou a chapa presidencial foram gastos R$ 19,4 milhões.

De acordo Dodge, “parte dos recursos foi utilizada indevidamente e representa gastos ilegais, uma vez que – como já havia sido condenado em segunda instância – Lula sabia que era inelegível e assumiu o risco ao requerer o registro de candidatura”.

O dinheiro deverá ser restituído com juros e correção monetária.

FONTE:https://www.imprensaviva.com/
Postar um comentário

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios