terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Comissão das Nações Unidas expulsa da Guatemala

Comissão das Nações Unidas expulsa da Guatemala

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, disse que a Comissão de Luta contra a Corrupção da ONU na Guatemala (Cicig) continuará trabalhando até o fim de seu mandato em setembro, apesar da decisão unilateral do governo para dar fim ao órgão.

A comissão das Nações Unidas teve seu fim anunciado nesta segunda-feira (7) pela chanceler guatemalteca, Sandra Jovel, após um encontro com António Guterres.
A Comissão Internacional contra a Impunidade na Guatemala (CICIG) acusa o presidente guatemalteco, Jimmy Morales, de financiar ilegalmente sua campanha para as eleições que venceu em 2015.
O mecanismo independente, que investiga a corrupção em altas esferas do governo da Guatemala, foi criado por um acordo comum entre o país centro-americano e a ONU em 2007.
Morales, que chegou ao poder prometendo combater a corrupção e prometendo estender o mandato da Cicig até 2021, tem sido hostil à Comissão desde o início do seu mandato em 2016, quando a entidade e os promotores acusaram um de seus filhos e um de seus irmãos de fraude fiscal.
Os dois estão em prisão domiciliar e aguardam julgamento, informa “O Globo“.

0 comentários:

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios