terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Veja como foi a cerimônia de posse de Bolsonaro minuto a minuto


Bolsonaro desfilou em carro aberto antes de ser empossado como presidente
Jair Bolsonaro (PSL) foi empossado em Brasília na tarde desta terça-feira (1°) no cargo de presidente da República. A cerimônia começou com o desfile do cortejo da Granja do Torto até a Catedral Metropolitana, foi ao Congresso Nacional – onde aconteceu um juramento constitucional ao lado do vice-presidente eleito – e seguiu para o Palácio do Planalto, onde aconteceu a troca de faixa com Michel Temer, o discurso de posse e a nomeação dos ministros.
Veja como foi tudo minuto a minuto. 
19h09 – Jair Bolsonaro e Michelle chegam ao Palácio do Itamaraty em carro fechado. A primeira dama aparece usando um vestido preto, diferente daquele utilizado anteriormente.
18h22 – Acabou a cerimônia de posse. Bolsonaro se prepara para ir ao Palácio do Itamaraty, onde vai acontecer um coquetel para a equipe do presidente e convidados.
18h20 – Foto oficial do primeiro escalão do governo Bolsonaro é feita no Palácio do Planalto.
18h18 – Bolsonaro e os ministros se dirigem para outro salão do Palácio do Planalto, onde vai ser feita uma foto oficial da equipe de governo do Brasil.
18h07 – Depois de Moro, foram chamados os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Paulo Guedes (Economia), Tarcísio Freitas (Infraestrutura), Tereza Cristina (Meio Ambiente), Ricardo Vélez Rodrigues (Educação), Osmar Guerra (Cidadania), Luiz Mandetta (Saúde), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Ricardo Salles (Meio Ambiente), Marcelo Alvaro Antonio (Turismo), Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral), Wagner Rosario (Transparência), Carlos Alberto Cruz (Secretaria de Governo), General Heleno (Segurança) e André Luiz de Almeida Mendonça (Advogado Geral da União).
18h03 – Começa a nomeação oficial dos ministros no salão nobre do Palácio do Planalto. O ex-juiz Sergio Moro, novo ministro da Justiça e Segurança Pública, é o primeiro a ser chamado. Ele cumprimenta Bolsonaro e assina um livro.
17h46 – Acabam os cumprimentos às autoridades do mundo inteiro no Palácio do Planalto. Em breve vai acontecer a nomeação oficial dos ministros.
17h25 – Chefes dos governos de diversos países cumprimentam Bolsonaro dentro do Palácio do Planalto: Mario Abdo Benítez (Paraguai), Tabaré Vázquez (Uruguai), Marcelo Rebelo de Sousa (Portugal), Sebastián Piñera (Chile), Evo Morales (Bolívia), Jorge Carlos Fonseca (Cabo Verde), Juan Orlando Hernández (Honduras), Benjamin Netanyahu (Israel), Viktor Orbán (Hungria) e Saadeddine Othmani (Marrocos). Depois representantes dos chefes de outros países também tiveram contato com o presidente do Brasil.
17h21 – Bolsonaro encerra o discurso agradecendo por estar vivo, soltando o tradicional bordão (“Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”) e fazendo uma provocação ao PT: “Essa é nossa bandeira, que jamais será vermelha. Só será vermelha se for preciso nosso sangue para mantê-la verde e amarela”.
17h18 – Bolsonaro fala sobre o combate ao crime e arranca aplausos do público.
17h15 – Bolsonaro critica “ideologias” e pede para população restabelecer padrões éticos e morais.
17h13 – Bolsonaro inicia discurso de posse no parlatório do Palácio do Planalto e critica socialismo: “Esse momento não tem preço. Servir à pátria como chefe do executivo. Isso só está sendo possível porque Deus preservou minha vida e vocês acreditaram em mim. Juntos temos como fazer o Brasil ocupar o lugar de destaque que ele merece e trazer paz e prosperidade para nosso povo. Me coloco diante de toda nação nesse dia como o dia que o povo começou a se libertar do socialismo, da inversão de valores, do gigantismo estatal e do politicamente correto. As eleições deram voz a quem não era ouvido. A voz foi muito clara. Estou aqui para responder e me comprometer com esse desejo de mudança. Se trabalharmos juntos, essa mudança será possível”.
17h11 – Durante o discurso, depois de citar Jair, Michelle beija o marido rapidamente.
17h07 – De volta ao parlatório, Michelle faz um discurso de agradecimento em libras, que é lido por uma intérprete.
17h05 – Bolsonaro sai do parlatório e se despede de Michel e Marcela.
17h02 – Temer entrega a faixa presidencial para Jair Bolsonaro, que aponta para ela e para o público. O Hino Nacional é executado novamente.
17h01 – Populares cantam “o capitão chegou” e “mito”.
16h59 – Bolsonaro e Temer chegam ao parlatório, acompanhados pelas esposas.
16h56 – Bolsonaro, Mourão, Temer e as esposas se cumprimentam e entram no Palácio do Planalto.
16h55 – Agora acompanhados pelo vice General Mourão e a esposa Paula, Bolsonaro e Michelle sobem a rampa.
16h54 – Jair Bolsonaro e Michelle descem do carro presidencial na frente da rampa do Palácio do Planalto.
16h44 – Bolsonaro entra no carro presidencial e vai até o Palácio do Planalto, onde está o ex-presidente Michel Temer e a ex-primeira dama Marcela.
16h40 – Bolsonaro passa em revista na frente das tropas do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Aviões sobrevoaram o Congresso enquanto isso.
16h38 – Durante execução do Hino Nacional, militares fazem salva de 21 tiros de canhões.
16h36 – Bolsonaro sai do Congresso ao lado de Mourão, Rodrigo Maia e Eunício Oliveira. Eles encontram com as tropas militares.
16h – Parlamentares saem do Congresso Nacional e vão para o Palácio do Planalto. Bolsonaro fará esse caminho em breve.
15h52 – Tropas militares aguardam a saída de Bolsonaro na frente do Congresso Nacional.
15h47 – Bolsonaro vai para o gabinete do presidente do Senado, Eunício de Oliveira, onde vai se reunir com parlamentares.
15h45 – Bolsonaro cumprimenta alguns parlamentares e convidados que estão no Congresso.
15h42 – Eunício conclui a fala mais longa do que o discurso de Bolsonaro: “Que Deus ilumine o mandado de Vossa Excelência, que hoje se inicia, para que governe em benefício não de apenas de parcela da população, mas de todo povo brasileiro. Tenho certeza que Vossa Excelência assim conceberão”.
15h36 – Eunício lembra do ex-presidente Michel Temer, faz elogios e exalta a aprovação do teto de gastos públicos.
15h34 – Eunício faz muitos elogios a Bolsonaro: “Tenho certeza que Vossa Excelência triunfará como presidente de todos brasileiros”.
15h30 – Eunício faz discurso para encerrar o evento. Ele diz que não pairam dúvidas sobre as eleições do ano passado.
15h28 – Bolsonaro encerra discurso de posse: “Trabalharei incansavelmente para que o Brasil se encontre com nosso destino e se torne a nação que queremos. Brasil acima de tudo e Deus acima de todos”.
15h26 – Bolsonaro fala sobre economia: “Realizaremos reforças estruturantes para saúde financeira e contas públicas, transformando o cenário econômico”.
15h24 – Bolsonaro promete combater a ideologia de gênero e também uma escola que prepare os filhos para o mercado de trabalho e não para a militância política.
15h21 – Bolsonaro no início do discurso de posse: “Quero agradecer a Deus por estar vivo. Com humildade volto à esta casa, onde por 28 anos me empenhei em servir à nação brasileira. Volto não mais como deputado, mas como presidente da República. Hoje aqui estou fortalecido, emocionado e agradecido aos brasileiros que me honraram o poder de governar o Brasil com vocês”.
15h18 – Bolsonaro coloca óculos e começa leitura do discurso de posse no Congresso Nacional.
15h16 – General Mourão e demais integrantes da mesa assinam o termo da posse também. Enquanto isso, Bolsonaro interage com deputados em tom de brincadeira.
15h15 – Bolsonaro assina o termo de posse e assume oficialmente a presidência do Brasil.

15h12 – Deputado Fernando Giacobo lê o termo de posse de Bolsonaro.
15h11 – Eunício declara Bolsonaro como presidente da República empossado.
15h09 – Bolsonaro faz compromisso de cumprir a Constituição. Mourão repete o ato logo depois e chama atenção pelo tom exaltado.
15h05 – O Hino Nacional Brasileiro é tocado pela Banda dos Fuzileiros Navais. Bolsonaro cantou com a mão no peito.
15h02 – Eunício começa a sessão apresentando todos que estão na mesa principal do Congresso, como o ministro do STF, Dias Toffoli, e a Procuradora-geral da República, Raquel Dodge.
15h – Bolsonaro chega na mesa onde vai ser empossado oficialmente como presidente.
14h56 – Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e presidente do Senado, Eunício de Oliveira, recebem Bolsonaro. Eles entram juntos no Congresso.
14h55 – Acaba o desfile em carro aberto. Jair e Michelle saem do carro e se dirigem ao Congresso Nacional junto com o vice-presidente General Mourão e a esposa dele, Paula.
14h48 – Cavalos que acompanhavam o comboio entraram na frente do carro presidencial e causaram um susto, mas foram contidos rapidamente.
14h45 – Acompanhado da esposa Michelle, Bolsonaro entrou no Rolls-Royce presidencial. Existia a possibilidade dele entrar em um carro blindado, por medida de segurança, mas o presidente preferiu desfilar em carro aberto.

14h42 – Comboio chega na Catedral Metropolitana de Brasília. Jair Bolsonaro apenas cumprimentou o Padre João e não houve nenhuma cerimônia religiosa.
14h20 – Jair Bolsonaro sai da Granja do Torto em comboio. Ele será levado à Catedral Metropolitana de Brasília.
14h12 – Tudo pronto para a saída do presidente eleito da Granja do Torto. Um comboio de carros aguarda a chegada de Bolsonaro.
14h04 – Bolsonaro publica uma mensagem no Twitter agradecendo pelo apoio dos brasileiros e prometendo “mudar o destino do nosso Brasil”
14h00 – Bombeiros usam jatos de água para refrescar o público

FONTE:https://jovempan.uol.com.br

0 comentários:

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios