segunda-feira, 22 de abril de 2019

Cristãos foram espancados por feiticeiros na Índia após abandonarem idolatria

O estado Jharkhand, na Índia, é conhecido por concentrar uma das variantes religiosas de feitiçaria mais antigas do mundo, chamada de “Sarna”. Nessa prática, mulheres geralmente são associadas à bruxaria e muitas delas, inclusive, são condenadas à morte por causa disso.
Felizmente, com a pregação do Evangelho de Jesus Cristo, a população local tem a oportunidade de conhecer a verdade sobre o mundo espiritual, se arrepender dos seus pecados e se voltar para o verdadeiro Deus, assumindo uma nova postura.Os que tomam essa decisão, no entanto, enfrentam muitos desafios, começando pelo extremismo religioso dos próprios praticantes da Sarna. Sanpitha Majhi, por exemplo, de 60 anos, atacou uma mulher cristã de 28 anos que ele acreditava ter “convertido” sua filha e genro.
“Bale Murmu estava lavando utensílios em uma área externa de sua casa no dia 1º de abril e não notou Majhi, que é seu vizinho, vindo em sua direção”, contou o pastor Girish Chander Marandi, segundo informações da Morning Star News.
O homem empurrou Bale e a fez cair no chão, iniciando seu espancamento. “Enquanto ele a chutava em seu estômago, sua esposa, Gouri Majhi, trouxe um bastão de madeira, e o casal bateu na mulher”, relata o pastor.“Bale Murmu sofreu contusões em todo o corpo, seu estômago e seios estavam inchados. Nós fornecemos o primeiro socorro naquela noite, e no dia seguinte fomos à delegacia”, acrescenta.
Chander explicou que apesar de irem para à delegacia, os policiais não deram crédito para eles, ignorando a denúncia provavelmente por serem cristãos. Eles tiveram que implorar e relatar outro episódio de agressão praticado pelo mesmo homem, em 27 de fevereiro.
“Ele atacou nove pessoas e bateu suas cabeças na parede, uma atrás da outra”, disse o pastor. “Ele pegou a Bíblia de um crente e arrancou as páginas. Não fomos à polícia, pois sabíamos que ele estava bêbado e não no seu perfeito juízo. No dia seguinte, quando os pastores da aldeia ao redor e eu tentamos aconselhá-lo, ele nos atacou”.
Por fim, o pastor explicou que a conversão da filha e do genro de Majhi de fato ocorreu, mas não por imposição e sim pelo poder de Deus ao curar o filho deles, que estava doente.
“Um dia, em setembro passado, o casal veio e compartilhou sobre seu filho. Oramos por ele e logo começaram a se juntar a nós regularmente para orar. Sua fé curou a criança. Ele está completamente recuperado agora e está voltando para a escola desde fevereiro”, disse o pastor.
Atualmente os cristãos em Jharkhand vivem sob ameaças, mas permanecem firmes na certeza de que Deus é o Senhor e de que a promessa do Reino vindouro lhes trará alívio por toda à eternidade.

0 comentários:

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios