sábado, 27 de abril de 2019

lula cita globo e outras em entrevista, mais as tvs não deram credito

Autorizados pelo STF, a Folha e o El País realizaram na tarde desta sexta-feira (26) a primeira entrevista com o ex-presidente Lula desde que ele foi preso, em 7 de abril de 2018. A entrevista durou quase duas horas e teve enorme repercussão na mídia.

À noite, os principais telejornais do SBT e da Band noticiaram e repercutiram a conversa de Lula com os jornalistas Monica Bergamo e Florestan Fernandes Junior. Na RedeTV!, Boris Casoy criticou Lula por usar a entrevista "como palanque para atacar adversários" .

Já os principais telejornais da Globo e da Record ignoraram o assunto. Curiosamente, Lula mencionou o "Jornal Nacional" numa resposta, ao dizer: "Eu penso que haverá um dia em que as pessoas que irão me julgar estarão preocupadas com os autos do processo, estarão preocupadas com as provas contidas no processo, e não com a manchete do Jornal Nacional e não com a capa da revista e não com as mentiras do fake news".


O ex-presidente também falou de outras emissoras ao reclamar, em uma outra passagem da entrevista: "Quando fui preso tinha 80 horas de 'Jornal Nacional' contra mim. Mais 80 horas de Record, mais 80 horas de SBT, mais 80 da Bandeirantes. E eles não conseguiram me destruir". Conteúdo creditado a UOL

Assista o vídeo: 


gospelmundo.com

0 comentários:

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios