segunda-feira, 10 de junho de 2019

Ator de ‘Chiquititas’ é morto com os pais em SP; sogro é suspeito Rafael Miguel e seus pais teriam sido assassinados pelo sogro por ciúmes da filha; ator ganhou fama com fala 'mãe, compra brócolis?' em comercial


O ator Rafael Miguel, de 22 anos, e seus pais morreram neste domingo 9 em uma casa na Estrada do Alvarenga, na Zona Sul de São Paulo. As mortes foram confirmadas pelo SBT, emissora para a qual Miguel trabalhou na mais recente produção da novela Chiquititas, e detalhes do caso foram descritos pelo jornalista Luiz Bacci, da TV Record, em suas redes sociais.
Rafael Miguel interpretou o personagem “Paçoca” em Chiquititas e, mais novo, ficou famoso em um comercial do suplemento nutricional Sustagen, no qual pedia: “mãe, compra brócolis?”.
De acordo com Bacci, em informações repassadas pela Polícia Militar de São Paulo, o sogro do ator é o principal suspeito pelo crime. Ele teria assassinado Rafael Miguel e seus pais por ciúmes da filha, de 18 anos.
“O namoro proibido era controlado de perto por Paulo Cupertino Matias (identidade do sogro). Um homem possessivo e temido por toda família e amigos. Ele fugiu após ter atirado”, relatou Bacci, em publicação na qual mostra um vídeo do casal se beijando. 
O jornalista diz que a garota ajudou o ator a superar uma depressão, mas que os dois tinham um namoro conturbado pelo ciúmes do pai, que, de acordo com o relato de testemunhas, obrigava a menina a permanecer trancada em casa.
Neste domingo, a família de Rafael teria visitado Isabela após ela se sentir mal. No local, teriam sido assassinados pelo pai da garota, por razões ainda desconhecidas. O suspeito de ter cometido o crime fugiu.

0 comentários:

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios