sexta-feira, 5 de julho de 2019

Mais uma vez, a Veja força a mão contra Moro

O texto da matéria da Veja sobre as mensagens atribuídas a Sergio Moro e Deltan Dallagnol força a mão várias vezes, como na parte em que afirma que “Dallagnol dá dicas ao ‘chefe’ sobre argumento para garantir uma prisão”.
A frase se refere ao procurador ter supostamente dito, a fim de que José Carlos Bumlai permanecesse preso: “Seguem algumas decisões boas para mencionar quando precisar prender alguém”.Em primeiro lugar, é risível imaginar que um juiz com a experiência de Moro precisasse de dicas  sobre jurisprudência.
Em segundo lugar, um procurador encaminhar exemplos de jurisprudência a um juiz não é, como diz a Veja, “à luz do direito, tão constrangedor quando se Cristiano Zanin Martins fosse flagrado passando a Moro argumentos para embasar um habeas-corpus a favor de Lula”. Isso ocorre diariamente na prática forense. E, ao que consta, não houve um recorta e cola da parte de Moro.
Na verdade, constrangedor seria o contrário: o juiz passando argumentos ao procurador e ao advogado. Argumentos, enfatize-se, e não a lembrança de um ou outro documento a ser incluído no processo, para que ele forme uma peça jurídica perfeita.
Hacker responde: é possível identificar os criminosos que roubaram as mensagens atribuídas à Lava Jato? Leia aqui

0 comentários:

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

Comentarios