Dias Toffoli Não Aguenta A Pressão E Pede Arrego A Sergio Moro ~ Revistaesperançanossa

estamos atualizando nossas postagem

ESTAMOS ATUALIZANDO NOSSAS POSTAGEM EM CONSTRUÇÃO

Atenção

* A Revista Esperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperançanossa

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Dias Toffoli Não Aguenta A Pressão E Pede Arrego A Sergio Moro


“Por que o Poder Judiciário não pode ser investigado? É intocável? Que medo é esse que se tem?” Davi Alcolumbre voltou a ser cobrado -- e não vai parar por aí -- para instalar a CPI da Lava Toga e analisar pedidos de impeachment de ministros do STF.
 Numa tentativa de pacificar a relação entre os poderes, Dias Toffoli chamou Sergio Moro para um almoço hoje com os demais membros do Conselho Nacional de Justiça. O convite do presidente do STF foi feito após uma entrevista do ministro da Justiça pela manhã, na qual sinalizou maior disposição de diálogo com Congresso e Judiciário para aprovar o pacote anticrime. Mal chegou à Câmara, a proposta foi criticada por Rodrigo Maia como um “copia e cola” de projeto de Alexandre de Moraes, em resposta à pressão de Moro para acelerar a tramitação. Toffoli também tem interesse na aproximação para neutralizar os recentes ataques ao STF e aos ministros. Num trecho da entrevista, Moro disse que a insatisfação com decisões da Corte não deve desdobrar em atos de ódio. “A CPI da Lava Toga é uma decisão que cabe ao Legislativo. Assim como defendo piamente a independência do juiz Marcelo Bretas, tem que se defender a independência das decisões judiciais, não se pode ingressar no mérito”, disse o ministro à BandNews. “O STF está sujeito a crítica da opinião pública, como o Legislativo e o Executivo. Nós temos que compreender algumas dessas decisões e evitar algumas reações exageradas, especialmente nas mídias sociais. Criticar uma decisão por discordar é normal, o que não pode é adotar um discurso de ódio, ofensivo. Isso é inapropriado, não porque é o Supremo, mas em relação a qualquer outra entidade.” -Eu, sendo o Moro, pedia para Dias Toffoli comer primeiro, sabe como é né! A sociedade tem que reagir o quanto antes. #FORATOFFOLI
fonte:https://www.denunciapolitica.com.br/

0 comentários:

Comentarios